Corrupção generalizada na FIFA! Veja o que foi apurado até o momento


 Tudo estava bem na FIFA e com seus pré-históricos cartolas, muito dinheiro e impunidade à décadas, se trocarmos o nome ''FIFA'' pelo ''BRASIL'' ninguém notaria muita diferença em termos de tranquilidade(ate então) dos corruptos, tamanho conforto dos dirigentes internacionais. Porém na madrugada desta quarta-feira uma operação da polícia suíça em conjunto com o FBI, foram detidos diversos dirigentes do futebol, incluindo o ex-presidente da CBF, José Maria Marin.

O presidente da FIFA, Joseph Blatter não está entre os detidos, mas é investigado. O dirigente está próximo de seu quinto mandato, e está na entidade máxima do futebol mundial desde 1998. Segundo o jornal ''New York Times'', as acusações foram feitas baseadas numa investigação do FBI que começou no ano de 2011 e apontam uma corrupção generalizada na FIFA nas últimas décadas.

As mais recentes acusações de corrupção são nos casos da escolha da Rússia e Qatar para sediar as Copas do Mundo de 2018 e 2022 respectivamente. Desde a polêmica escolha, foram apurados diversas denúncias de compra de votos destas para esta eleição, que acabou deixando países bem mais preparados para realizar uma competição deste porte de lado, entre os candidatos para 2018 estavam: Bélgica e Holanda(Candidatura conjunta), Inglaterra, Espanha e Portugal(Candidatura conjunta) e Rússia, o menos provável foi o escolhido. Entre os candidatos para 2022 estavam: Austrália, Estados Unidos, Japão, Coreia do Sul e Qatar, e adivinha quem foi escolhido? Novamente a federação/país mais 'flexível' a escândalos de corrupção.

Segundo o "The Guardian", dez dirigentes serão questionados por autoridades suíças sobre o caso das escolhas de Rússia e Qatar: Issa Hayatou presidente da Confederação Africana de Futebol), Angel Maria Villar (Espanha), Michel D'Hooghe (Bélgica), Senes Erzik (Turquia), Worawi Makudi (Tailândia), Marios Lefkaritis (Chipre), Jacques Anouma (Costa do Marfim), Rafael Salguero (Guatemala), Hany Abo Rida (Egito) e Vitaly Mutko (Rússia).

Competições como eliminatórias da Copa do Mundo na região da CONCACAF, a Copa de Ouro da CONCACAF, a Liga dos Campões da CONCACAF, a Copa América Centenário, a Copa América, a Copa Libertadores e ate a Copa do Brasil, organizada pela CBF, estão ligados a escândalos de corrupção que envolvem a comercialização de direitos de mídia e marketing de diversas partidas e torneios.

Uma das acusações em que a CBF está presente é no pagamento de suborno em relações ao contrato com uma ''empresa esportiva americana'', que provavelmente é a Nike, que é patrocinadora da Seleção Brasileira desde os anos 90.

As informações serão atualizadas a qualquer instante...

São Paulo deixa de lado ''medalhões ultrapassados'' e contrata o colombiano Juan Carlos Osorio


 Num momento ruim do futebol brasileiro, inovar não é apenas bem-vindo como também necessário, ao não contratar os conhecidos ''medalhões ultrapassados'' do futebol brasileiro e optar pelo técnico colombiano Juan Carlos Osorio, o São Paulo tenta algo novo, que foge da mesmice insuportável de estilos de jogo que resistem a anos. Nada de Felipão das faltas, ligações diretas e jogadores ''brucutus''; Luxemburgo e seu ''projeto'' que quase nunca é realizado por culpa de terceiros, e não dele; Abel e seu jeito ''paizão''... Enfim, poderia usar diversos exemplos de técnicos experientes, que não podemos despreza-los, mas que também estão longe de praticar um estilo de jogo do futebol atual e que os clubes no Brasil precisam neste momento.

Osorio conseguiu levar o Nacional de Medellín de volta ao cenário sul-americano e na Colômbia foi campeão do Apertura 2013 e 2014, Finalización 2013 e da Copa da Colômbia em 2013. Já trabalhou no Puebla do México, Once Caldas da Colômbia, Red Bull New York e Chicago Fire nos Estados Unidos e também foi assistente no Manchester City. Seu currículo não nega que é um técnico estudioso, mas precisa de tempo para realizar um trabalho satisfatório para o torcedor do São Paulo. Não adianta contrata-lo e pouco tempo depois falar em falta de adaptação e manda-lo embora, afinal não são mágicos.

A diretoria Tricolor acerta ao não se acomodar e buscar algo novo, nada daqueles velhos nomes, o novo técnico do São Paulo se chama Juan Carlos Osorio.

Luxa detona a diretoria do Fla e tem razão em partes, porém omitiu seus erros


 ''Fiquei surpreso. Passamos por alguns problemas no futebol, e a derrota pertence a eles.... Estou surpreso porque há 20 dias, quando tive sondagem do São Paulo, e não foi um contato oficioso, mas sim oficial, o presidente do Fla disse que eu era fundamental. Como é que mudou três semanas depois? Isso me causa uma surpresa muito grande. O Flamengo fala muito de projeto, de gestão, então como é que fica a situação do profissional, que passa por momentos difíceis? O presidente disse que eu era fundamental. Vai ver era um projeto de 20 dias.''

''A diretoria tem pessoas sérias, mas na relação de propostas ela é complicada. O Flamengo trabalha com grupo de gestor. Nós, eu e o Rodrigo Caetano, contratados, não somos ouvidos. O grupo resolve as coisas e não sabe nada de futebol. Podem ser competentes nas suas empresas. O Caetano fica de pés e mãos atados. Esse grupo veta tudo. Que experiência (os dirigentes) têm em futebol? Eles ganham prêmio, saem no NY Times, mas têm que ganhar prêmio no futebol, e o Flamengo é futebol'', Declarou Luxemburgo.

Nesta terça-feira Vanderlei Luxemburgo deu mais uma de suas entrevista coletivas pós demissão, e como já é de costume tirou a culpa de cima de si e colocou na diretoria, desta vez a Rubro-negra. Em partes o 'professor' tem razão, principalmente no momento em que afirma que o 'grupo de gestores' que comandam o Flamengo não entendem de futebol(desde o inicio os dirigentes do Fla vem evoluindo, mas é claro que os mesmos não tem a mesmo experiência no mundo do futebol como em economia), não é a toa que contrataram e renovaram com um técnico ultrapassado como o próprio Luxa. São erros evidentes como a contratação do péssimo Carlos Eduardo, a chegada de treinadores inexpressivos como Jorginho e Ney Franco, a resistência de manter os ingressos mais caros a alguns anos entre outras decisões que pesaram.

Mais uma vez Luxa deixa um grande clube, e mesmo após estar a dez anos sem ganhar um título importante, ainda é especulado em outros clubes de peso, não tem como um treinador ultrapassado se renovar assim, com a mídia idolatrando-o e com os dirigentes correndo atrás do mesmo. É o futebol brasileiro, aquele do 7 a 1...

Rogério Ceni quer jogar até o fim de 2015... Como dizer não a um ídolo?


 Rogério Ceni voltou atrás sobre sua decisão de se aposentar contra o Cruzeiro, pela décima quinta rodada do Campeonato Brasileiro, segundo o jornalista esportivo Jorge Nicola a decisão da última partida do goleiro foi da diretoria do clube e não do próprio jogador. Ainda segundo a publicação, fontes ligadas ao jogador afirmam que o mesmo está em ótima condição física e gostaria de se despedir conquistando um título.

Como dizer não a um ídolo? Como dizer não ao principal jogador da história do clube? Fica a dúvida se a opinião de Ceni mais uma vez irá prevalecer e o jogador adiará sua aposentadoria ou se os dirigentes terão sua primeira 'vitória'.

Guerrero será uma grande ''injeção de qualidade'' no Flamengo, porém o principal problema não será resolvido


 Desde o inicio de 2015 o Flamengo precisava de um grande reforço, um meia para acrescentar um pouco de inteligência à correria desenfreada de jogadores como Everton, Paulinho, Gabriel e Marcelo Cirino, o jogador que teoricamente poderia fazer esta função é Lucas Mugni, meia detestado pela torcida Rubro-negra e que fica sempre ''no quase'', pode até ter a intenção de fazer uma boa jogada, mas no momento de executar, os passes saem errados e as finalizações toscas.

Jadson? Montillo? Ganso? Nomes que foram especulados por todo o Campeonato Carioca e que já foram descartados. A diretoria flamenguista agora trás o atacante peruano Paolo Guerrero, segundo o que noticia veículos importantes da imprensa como O Globo e UOL, o reforço irá acrescentar de maneira significativa em qualidade no setor ofensivo, porém que não resolve o problema primário, a criação.

Guerrero é um dos principais centroavantes que atuam no Brasil, defendendo o Corinthians se tornou um dos principais jogadores da equipe desde o Mundial de clubes, sempre decisivo e mortal dentro da área. O problema é, quem irá iniciar a jogada para Guerrero resolver lá na frente? Os ''velocistas Rubro-negros'' já se mostraram falhos no momento de pensar nas melhores jogadas mas deverão ser importantes no momento de montar uma dupla com o peruano, semelhante ao que foi o Fluminense a alguns anos com o ataque ''Wellington Nem e Fred'', quando o jovem jogador corria, driblava e no momento de balançar as redes passava a responsabilidade para o especialista no assunto.

A diretoria continua a procura de um meia de criação, escasso no mercado brasileiro e talvez com um custo-beneficio melhor se 'fuçar' pela América Latina, onde os clubes brasileiros se mostram deficientes em achar nomes promissores.

Luxemburgo cai mais uma vez com um trabalho abaixo da média, são mais de dez anos sem título de peso


 Mais um trabalho de Vanderlei Luxemburgo se encerra abaixo da média, já são mais de dez anos sem um título importante em sua carreira, desde 2004 quando foi campeão brasileiro com o Santos, o treinador sustenta uma fama somente no extra-campo, pois conquistou apenas os fracos campeonatos estaduais. É inegável a carreira vitoriosa de Luxa no futebol brasileiro, ele já está no hall de técnicos mais importantes do país, porém desde seu fracasso na Europa, quando assumiu o Real Madrid galático e não permaneceu muito tempo, o treinador caiu drasticamente de nível.

Nesta segunda-feira mais uma vez caiu de seu cargo sem conquistar muito, com seu time de coração foi idolatrado por tira-lo da zona de rebaixamento, encaixou um estilo arrumado de jogo e conseguiu vitórias importantíssimas. Em 2015, com um elenco melhor, jogou um estadual ruim e três rodadas de Campeonato Brasileiro conquistando apenas um ponto. Neste ano o Flamengo não jogou bem, a estrela de Luxemburgo não brilhou e se ofuscou ainda mais quando recebeu uma sondagem do São Paulo.

Assim como Felipão, Vanderlei precisa se reciclar, recentemente acumula trabalhos ruins por grandes clubes como Atlético-MG, Fluminense, Grêmio e agora Flamengo. Não precisa ir a Europa como muitos insistem, basta assistir futebol, estudar pelo Brasil mesmo e após o descanso tentar fazer os últimos trabalhos de sua carreira. 

Avaí vence por 2 a 1 em mais uma partida de péssimo futebol do Flamengo


 Flamengo e inicio de Campeonato Brasileiro são frases que geralmente não trazem boas lembranças ao torcedor Rubro-negro, o time da Gávea acumula péssimos inícios de competição nas últimas temporadas, mesmo no ano de seu único título brasileiro na era dos pontos corridos o time foi assim. O Avaí, que não tem nada a ver com o péssimo momento do time carioca, venceu bem a partida na Ressacada e conseguiu um resultado importante, jogando um bom futebol, se compararmos as peças dos dois elencos.

Claro, houve um erro de arbitragem no segundo gol do Avaí, e provavelmente Vanderlei Luxemburgo irá colocar a derrota na conta do mesmo, porém quem acompanhou a partida viu que o time do Flamengo não conseguiu jogar um futebol descente em nenhum momento da partida, um verdadeiro desastre em que os jogadores pareciam estar passeando por Florianópolis e fazendo um jogo treino que nada valia diante do Avaí. O técnico Rubro-negro que conseguiu fazer o time sair 'da confusão' em 2014, mas que mesmo com um elenco melhor(se compararmos com a temporada passada) faz um trabalho deprimente e devolve o clube de onde tirou.

Os primeiros quarenta e cinco minutos de partida foram de nível técnico de clubes que lutam contra o rebaixamento na Série B, com dois times errando muitos passes e com jogadas ofensivas nulas, ambos os times com medo de se arriscar e proporcionando um show de horrores para os torcedores presentes na Ressacada, que recebeu um bom público.

Já nos primeiros segundos do segundo tempo o jogo se mostrava mais movimentado, com os times dispostos a marcar gols. Primeiro minuto de partida e o Avaí abriu o placar com Hugo, que aproveitou bate rebate dentro da área e contou com uma bela ajuda do zagueiro Rubro-negro Marcelo, que pôs a bola em seus pés. Não demorou muito para os visitantes empatarem, mais um erro defensivo, desta vez por parte do Avaí que esperou o volante Cáceres dominar e chutar para gol, Vagner defendeu e no rebote Gabriel igualou o marcador.

O gol da vitória do Avaí foi marcado aos dezesseis minutos, quando Nino Paraíba carregou a bola pela direita e cruzou para Anderson Lopes, que saiu com bola e tudo mas conseguiu cruzar, a arbitragem nada viu e Hugo fez o segundo de cabeça. A defesa do Flamengo ficou paralisada reclamando da arbitragem e acabou abandonando a jogada, 2 a 1.

A partida continuou sem grandes emoções, com muitos erros e um futebol digno de clubes que vão brigar para não cair. Com o resultado o Avaí chega ao meio da tabela enquanto o Flamengo amarga a zona de rebaixamento. Na próxima rodada o time catarinense enfrenta o Coritiba no Couto Perreira, no sábado às 18h30. Já o Flamengo tem clássico diante do Fluminense, no domingo às 18h30 no Maracanã. Antes da quarta rodada do Campeonato Brasileiro, o Rubro-negro entra em campo pela Copa do Brasil para enfrentar o Náutico, no Maracanã às 22h da quarta-feira.


O torcedor do São Paulo terá mais treze rodadas para ver Rogério Ceni em campo


 Qual o outro ídolo com o tamanha representatividade para o seu clube no futebol brasileiro? Respondo sem grandes dificuldades, nenhum! Nesta sexta-feira foi noticiado que a última partida de Rogério Ceni com a camisa Tricolor será contra o Cruzeiro, quando na décima quinta rodada do Campeonato Brasileiro entrará em campo pela última vez em sua carreira histórica, no Morumbi. Até o dia 26/07/2015, o torcedor São-Paulino terá a chance de ver Rogério em campo por mais 1170 minutos, serão um pouco mais de dois meses para 'se despedir' de um ícone... Restam treze rodadas em que torcedores do São Paulo por todo o Brasil terão obrigação moral de prestigiar, são as últimas entradas em campo do jogador mais importante da história do clube.

Técnicos estrangeiros no futebol brasileiro? Muito bom, mas não são mágicos!


 Com boa parte dos clubes do futebol brasileiro jogando um futebol repetitivo, casado e pouco criativo taticamente, opções de fora do país começaram a ser testadas e especuladas com mais frequência. Existem aqueles que resistem bravamente e dizem que ''Não precisamos de estrangeiros para termos um bom futebol no país'', pode até ser verdade, mas o fato é que as principais ligas em todo o mundo contam com nomes estrangeiros sem a mesma resistência ou dúvida, e ai que batemos no principal problema do torcedor/jogador/dirigente brasileiro: A soberba futebolística!

Você pode até negar, mas quando o Corinthians é informado que seu adversário nas oitavas de final da Libertadores não é River, Boca, ou algum outro grande clube argentino ou brasileiro, o time já entra relaxado, e o resultado é exatamente a zebra, uma eliminação contra o Guarani do Paraguai.

Os técnicos brasileiros estão muito caros? Sim estão, principalmente os chamados ''medalhões'', que no Brasil custam bem mais caros que em países do seu nível econômico.
Os técnicos brasileiros estão acomodados? Sem dúvida alguma, dificilmente surge algum nome com uma nova tática e estilo de jogo.
Pouco tempo é dado aos técnicos brasileiros? Também sim, não tem como o Ricardo Drubsky montar uma equipe vencedora em menos de dez jogos. Os treinadores não são mágicos e sim profissionais, que precisam de tempo para demonstrar se são bons no que fazem. Quer exemplo mais claro que a permanência de Tite no Corinthians após a queda diante do Tolima? Foi campeão Brasileiro, Paulista, da América e do Mundo.

O momento interno de nosso futebol é de reconstrução, de absolutamente todos os lados, pois o tempo de 'gastança' e crescimento econômico acabou, agora os dirigentes precisam mais do que nunca de responsabilidade, sem comprar Alexandre's Pato e coisas do tipo para não estourar o orçamento e investir cada vez mais em novidades do mercado. Os técnicos estrangeiros podem fazer um papel importante nesse momento, quando um clube do tamanho do São Paulo não procura Felipão, Abel ou outros técnicos que rodam o futebol brasileiro a muito tempo e sim vai analisar o marcado lá fora, é porque as coisas estão mudando, creio que para melhor, principalmente se não forem tratados como mágicos e sim como profissionais que precisam de tempo para trabalhar.

Doriva acerta ao ficar no Vasco, tentará resolver os problemas que conhece e não trocar por novos


 Doriva recebeu uma proposta atraente do Grêmio, o salário seria melhor do que aquele que recebe em São Januário, porém acertou ao optar por ficar no Vasco da Gama. Ficar com o problema X que você já conhece e conseguiu organizar minimamente, ou trocar pelos problemas Y em que terá novos desafios com uma pressão de meio de temporada? Claro que continuar onde está, mesmo que com um salário menor, é melhor para o prosseguimento de carreira do treinador.

Mesmo que com as conquistas do Campeonato Paulista 2013 pelo Ituano e o Campeonato Carioca 2014 pelo Vasco da Gama no currículo, Doriva ainda não tem um nome tão forte no mercado, é promissor mas precisa ter cautela e dar um passo de cada vez, deixar o clube em que conseguiu dar um estilo de jogo, mesmo que não tenha um elenco com grandes nomes nas mãos, seria uma atitude precipitada. Acertou o Doriva, resolveu permanecer, o mesmo terá a confiança de Eurico Miranda se os ''melhores resultados'' não vierem? Só o tempo irá responder!

Ótima vantagem! Cruzeiro não se intimida no Monumental de Núñez e vence o River Plate por 1 a 0


 Jogar partida eliminatória de Copa Libertadores da América contra clube argentino é difícil, quando falamos de River Plate no estádio Monumental de Núñez, a missão fica ainda mais complicada, porém o Cruzeiro não se intimidou diante da empolgada torcida argentina e entrou em campo disposto a atacar o time da casa como se estivesse no Mineirão. O gol solitário do jogo foi marcado somente no final do segundo tempo, quando Marquinhos aproveitou sobra de bola dentro da pequena área e fez a alegria dos 2 mil cruzeirenses presentes no estádio argentino.

Nos primeiros minutos de jogo o Cruzeiro pressionou, foi valente e não teve medo de contra-golpe ou pressão de torcida, estava em casa jogando seu futebol... Com o tempo o River começou a avançar dentro de campo e se tornou o dono da partida cerca de doze minutos após o apito inicial do árbitro, com muito equilíbrio dentro de campo o jogo foi ao intervalo com um 0 a 0.

Não houveram mudanças no panorama da partida na segunda etapa, ambos os times continuaram tendo suas chances, assustando pontualmente mas sem grande pressão de um só lado. Quando o jogo já passava dos 30 minutos a partida parecia não sair do zero, porém numa jogada inciada por uma cobrança de lateral, Gabriel Xavier aproveitou sobra de bola e finalizou para a defesa de Barovero, no rebote Marquinhos não desperdiçou sua chance e garantiu a vitória cruzeirense em Buenos Aires.

A vaga será decidida na próxima quarta-feira, quando o Cruzeiro recebe o River Plate no Mineirão e terá a vantagem do empate ou derrota por um gol de diferença marcando. Antes o time celeste entra em campo pelo Campeonato Brasileiro, onde irá enfrentar a Ponte Preta, no domingo às 18h30.

Dudu é suspenso por 180 dias e pode voltar somente na reta final do Campeonato Brasileiro


 O atacante palmeirense Dudu foi punido nesta segunda-feira por agressão ao árbitro da partida entre o Alviverde paulista e o Santos, na final do Campeonato Paulista deste ano. Com a punição por 180 dias, o jogador só poderia voltar a entrar em campo diante do Atlético Paranaense na reta final do Campeonato Brasileiro, na trigésima quinta rodada. O Palmeiras ainda pode recorrer ao Pleno do TJD e depois ao STJD, e diminuir a pena significadamente, como fez o Corinthians no caso Petros(O que deve acontecer).

"Não esperava tudo isso, estou muito decepcionado. Espero que consigam diminuir isso", declarou Dudu após o julgamento.

Veja o lance:

Joinville e Palmeiras empatam em 0 a 0 Zzzzz...


 Joinville e Palmeiras proporcionaram os 90 minutos mais sonolentos do Campeonato Brasileiro 2015, estamos apenas na segunda rodada, mas esta partida é aquela que se mostrou a mais fraca, parecia até um jogo-treino. Primeiro tempo o time palmeirense chegou a ficar com 70% da posse de bola, porém poucas chances foram criadas. Assim como contra o Fluminense, o Joinville se preocupou mais se defender do que em atacar, mesmo estando em casa.

O segundo tempo também não foi grande coisa, e o Palmeiras teve chances de abrir o marcador apenas nos acréscimos da segunda etapa, jogo ruim e sonolento... Na terceira rodada, os comandados de Oswaldo de Oliveira recebem o Goiás no próximo domingo, às 11h. Já o Joinville entra em campo no sábado às 18h30, no Morumbi contra o São Paulo.

Nada de ressaca! Atlético-MG massacra o Fluminense por 4 a 1 no Mané Garrincha


 Os cinco clubes brasileiros que chegaram a Copa Libertadores da América 2015 são teoricamente os favoritos ao título do Campeonato Brasileiro deste ano, dos cinco presentes na competição sul-americana, três caíram, e dois deles começam a mostrar força no nacional. O Atlético-MG recebeu o Fluminense no Mané Garrincha, em Brasília, por punição ainda da edição anterior, e goleou o Tricolor Carioca sem grande dificuldades.

Com seu tipico futebol ofensivo, o Galo começou a pressionar o Flu nos primeiros instantes de partida. Aos seis minutos Jemerson abriu o marcador ganhando do zagueiro Antônio Carlos e estufando as redes de cabeça. A trave ainda parou os comandados de Levir Culpi em duas oportunidades, e o zagueiro novamente foi ao ataque ser decisivo, Jemerson de cabeça fez o 2 a 0 aos trinta e seis. O Tricolor carioca não conseguia criar jogadas, a superioridade do time mineiro era tamanha que Ricardo Drubscky voltou com Wagner e Magno Alves, para tentar mudar algo na volta do intervalo.

As substituições não surtiram efeito, o Atlético continuava com mais volume de jogo e aos sete minutos Dátolo marcou o terceiro numa sobra de bola. Com o time do Fluminense abalado dentro de campo, a missão ficou ainda mais fácil para os mandantes, Luan transformou o placar em goleada aos trinta e cinco minutos, após Carlos avançar pela esquerda e deixar o jogador livre para somente empurrar a bola pro gol.

Com a situação feia para o time carioca, a torcida tricolor deixava o estádio e não foram muitos que viram Fred diminuir o placar aos quarenta e três, de pênalti. Um surpreendente 4 a 1 pois o time 'cansado' era o Atlético Mineiro, por ter jogado no meio de semana e ainda eliminado... Não houve ''ressaca'' na Cidade do Galo.

Na próxima rodada o Fluminense receberá o líder Corinthians no Maracanã, domingo às 16h. Já o Atlético Mineiro vai enfrentar seu xará Paranaense na Arena da Baixada, no mesmo dia e horário.

Com Diego Souza de goleiro no finalzinho da partida, Flamengo arranca o empate contra o Sport


 A partida entre os Rubro-negros carioca e pernambucano neste domingo, no Maracanã, foi no minimo curiosa. Houve de tudo: Reclamação dos dois lados no final da partida, provocação sobre 87, Diego Souza assumindo as luvas de Magrão após o goleiro sair contundido e principalmente futebol ruim, de baixíssimo nível técnico.

Flamengo e Sport proporcionaram um verdadeiro show de horrores ao longo dos primeiros quarenta e cinco minutos de jogo, eram dois times sem nenhum tipo de criação, inteligência ou jogada trabalhada, a partida era truncada, com os donos da casa tentando se impor e conseguindo um maior volume ofensivo, o que não significa uma grande dificuldade para o goleiro Magrão, que não se esforçou muito para segurar um ataque engessado.

O Sport tentava emplacar contra-ataques sem muito sucesso, Paulo Victor também tranquilo... A mediocridade dos ataques na primeira etapa era tamanha que o gol só saiu de penalidade, aos quarenta e cinco, Joeliton invadia a área e Canteros o derrubou, na cobrança Diego Souza não teve dificuldades para mandar a bola no ângulo e abrir o marcador antes do intervalo.

Na volta para o segundo tempo, o Flamengo voltou disposto a empatar o placar, pressionou o Sport saindo mais pro jogo, sem grande qualidade acabou esbarrando no nervosismo. Aos vinte e três minutos da segunda etapa o Sport ampliou o marcador, Élber recebeu um belo passe de calcanhar de Joelinton, que desmontou a defesa carioca, e frente a frente com Paulo Victor finalizou com qualidade.

Apenas cinco minutos depois Canteros igualou de cabeça após passe de Alecssandro, a torcida enfim começou a jogar com o time e o Flamengo a pressionar com mais qualidade, sempre insistindo em jogadas aéreas que não levavam a lugar algum. Com o placar marcando trinta e nove minutos de partida, a contusão que mudou o panorama da partida... Após o Sport fazer as três substituições, o goleiro Magrão sentiu uma contusão no braço e saiu do jogo após longo tempo de paralisação, o peso nos ombros dos comandados de Vanderlei Luxemburgo aumentavam, Diego Souza era o goleiro e o time era pressionado a chutar a gol.

Com cinquenta e um minutos de jogo(contando com a paralisação), Paulinho cruzou na área, Eduardo da Silva ajeitou e Everton encheu o pé para empatar a partida, 2 a 2 no placar e uma virada provável pela frente, tamanho volume de jogo do Fla naquele momento. Entre impedimentos e cruzamentos sem grande criatividade, a partida continuou empatada no Maracanã, com os jogadores do Sport reclamando de falta de Fair Play e os flamenguistas dos três minutos de acréscimos.

Na próxima rodada o Sport recebe o Coritiba na Ilha do Retiro, domingo às 18h30. No mesmo dia às 16h, o Flamengo visita o Avaí na Ressacada. Antes o time pernambucano entra em campo pela Copa do Brasil, onde irá enfrentar o Santos em casa, na quarta-feira às 22h.

Barcelona vence o Atlético de Madrid fora de casa e conquista o título espanhol


 Neste domingo, o Barcelona venceu o Atlético de Madrid no Vicente Calderón e conquistou mais um título do Campeonato Espanhol, em 10 anos são seis conquistas e no total são 23 títulos, ainda são nove taças a menos que o rival de Madrid, mas a diferença na 'era Lionel Messi' vem diminuindo de maneira significativa.

Com um gol do atacante argentino, o time venceu por 1 a 0 e conseguiu uma posse de bola extraordinária... Dando o troco no Colchoneros, já que haviam conquistado o título espanhol em pleno Camp Nou na temporada passada. Os comandados de Luis Enrique ainda tem dois confrontos que podem lhe reder a tríplice coroa, a final da Copa do Rei da Espanha contra o Athletic Bilbao e a final da UEFA Champions League diante da Juventus.

Steven Gerrard se despede do Anfield


 Steven George Gerrard nasceu no dia 30 de maio de 1980 e dezoito anos depois começou de vez sua carreira para entrar na história do Liverpool, após tantos anos jogando em divisões de base e mostrando amor a camisa dos Reds. Quase dezessete anos depois, vestindo a camisa onde conquistou títulos como Copa da UEFA(2000-01), Supercopa Europeia(2001 e 2005), Copa da Inglaterra(2000-01 e 2005-06), Copa da Liga Inglesa(2000-01, 2003-04 e 2011-12), Supercopa da Inglaterra(2001 e 2006) e claro a emblemática e sensacional UEFA Champions League da temporada 2004/2005, o meio campista deixa o clube que o revelou para o mundo e o qual virou simbolo de paixão pela camisa, quando recusou propostas irrecusáveis de times em melhor momento financeiro e técnico.

Neste sábado o Afield teve a oportunidade de dizer adeus ao seu maior ídolo nas últimas décadas, Steven Gerrard ainda terá mais uma oportunidade de vestir a camisa dos Reds na última rodada, mas a derrota por 3 a 1 contra o Cristal Palace cheio de erros de arbitragem pouco importou diante de todo o cenário em sua volta.

Quando se fala em ídolos do futebol inglês é impossível o nome de Steven Gerrard não vir em mente, com o número 8 estampado nas costas fez história com a camisa vermelha do Liverpool, mesmo não tendo a felicidade de conquistar uma Premier League, o que torna ainda mais especial, pois no futebol ídolos não se fazem com conquistas e sim gestos.



Momentos marcantes de Gerrard no Liverpool:

Libertadores mais uma vez se mostra uma várzea... Desta vez a torcida do Boca Juniors dá vexame


 A Libertadores é uma competição sensacional, se bem tratada pela Conmebol poderia ser uma ''Champions League da América Latina'', onde clubes de todo o continente se enfrentariam em busca da taça dentro de campo... Porém entre a competição europeia e a sul-americana existe um abismo colossal, a Conmebol não consegue realizar um torneio minimamente atraente e a competição vira uma verdadeira 'casa da mãe Joana', onde os torcedores ficam enjaulados como animais e agindo como verdadeiros psicopatas apaixonados por um clube, sem nenhum inteligência ou muito menos educação e bom senso.

Os fatores que resultam numa torcida na maioria das vezes feita por 'hinchas' que incentivam como ninguém, mas que contrapõem e destroem qualquer tipo de mérito. O novo episódio lamentável que entra na coleção da Copa Libertadores da América foi na La Bombonera, onde torcedores conseguiram levar à campo coisas inusitadas como gelo seco, drone(que carregava um fantasma da Série B, referindo-se ao River Plate) e até Gás de pimenta, isso mesmo, quando o 'Los Millonarios' entravam em campo para o segundo tempo um torcedor do Boca Juniors conseguiu atingi-los com o gás que causou mal estar.

A partida acabou suspensa após um longo período de discussões dentro de campo entre dirigentes da Conmebol, Boca, River e o árbitro.

Drone que entrou em campo no momento da partida que estava paralisada:


---
Jogador do River tentando limpar os olhos para amenizar o efeito causado pelo Gás de Pimenta:


---
Animais? Não, torcedores do Boca Juniors rasgando o túnel que poderia proteger jogadores e dirigentes do River Plate.


---
Jogador dentro de campo logo após ser atingido:


---
Torcedor que provavelmente jogou o Gás de Pimenta no túnel do River:



O que levam os torcedores chegarem a este ponto? É uma soma de fatores, mas o principal deles é a impunidade tipica da América Latina, que contribui de maneira significativa os torcedores agirem como animais. Os idiotas não são presos, a Conmebol não pune os clubes e os outros participantes quase sempre se omitem a algo do tipo. Entre o torcedor de teatro 'coxinha' Europeu e os 'hinchas' animalescos e violentos da América Latina, não existem dúvidas de qual está fadado ao terceiro mundo e qual é aquele que se deu melhor, quais torcedores se sentem tranquilos em levar sua família ao estádio? Jogadores como Lionel Messi ainda joga na América Latina? E o Neymar, Suárez, James Rodriguez, Vidal? Preferiram ficar para jogar a Libertadores? Não. A Conmebol está disposta a virar esta página? Pois bem, que retire o Boca Juniors da Libertadores, que é forte politicamente e historicamente para a competição, para que atitudes lamentáveis como esta não se repitam.

Vexame! Corinthians perde para o Guarani-PAR em plena Arena e cai na Libertadores


 Vexatório, vergonhoso, humilhante... Faltam adjetivos para caracterizar o time do Corinthians no confronto diante do Guaraní do Paraguai, foram dois jogos muito abaixo da média contra um time que não é potência na América do Sul e tecnicamente muito inferior a equipe brasileira. Se o time decepcionou, a torcida mais uma vez mostrou-se acima da média, ao final da partida aplaudiu o time, mas na verdade não aqueles que entraram em campo e passaram vergonha e sim o clube, o escudo, a camisa que tanto amam.

Foram duas expulsões e uma equipe corintiana nervosa dentro de campo, o 'meteoro Corinthians' foi tão rápido em sua ascensão de se tornar a equipe brasileira de melhor futebol, que o momento da queda também foi duro, com derrotas para Palmeiras(Semi-final do Campeonato Paulista), São Paulo(Fase de grupos da Libertadores) e agora Guaraní. O problema são os salários atrasados? Na saída de campo Renato Augusto insistiu que não, mas revelou que este é um problema desde o final do ano passado, algo no minimo preocupante e que não deve ser ignorado.

Os comandados de Tite ainda tem Brasileirão e Copa do Brasil em 2015 para se reerguer, neste ano em que ainda estamos no quinto mês, mas o Corinthians já foi do céu ao inferno... Resta ao treinador, que já teve uma experiência marcante contra o Tolima, ajudar no momento de reestruturação no futebol, mesmo num cenário de incertezas e salários atrasados.


Internacional vence o Atlético-MG no Beira-Rio e avança na Libertadores da América


 O Internacional chegou às quartas de final da Copa Libertadores da América! No Beira-Rio totalmente tomado pelo vermelho, a equipe Colorada mostrou qualidade dentro de campo e, apesar de um susto, passa de fase com uma vitória importantíssima diante do Atlético Mineiro. Confronto de duas equipes brasileiros que poderia ter acontecido nas semis ou até final da competição, que resultou em duas ótimas partidas, tanto em Belo Horizonte quanto em Porto Alegre.

Após um inicio de jogo em que o Atlético Mineiro dominava a partida mas não conseguia acertar a pontaria, o Inter fez valer a velha frase do futebol de que ''Quem não faz leva'' e aos vinte e um minutos do primeiro tempo Valdívia abriu o marcador. O meia recebeu um belo passe de Lisandro Lopes, percebeu o goleiro Victor adiantado, e marcou um golaço por cobertura. Aos quarenta e cinco minutos, o gol que parecia decretar a classificação Colorada, D'Alessandro recebeu a bola após jogada de Eduardo Sasha e Willian, e chutou colocado de fora de área... A bola entrou caprichosamente no ângulo, um verdadeiro golaço!

Já na etapa complementar o 2 a 0 persistiu apenas até os treze minutos de jogo, quando Lucas Pratto recebeu uma assistência espetacular de Maicosuel e, frente a frente com Alisson, estufou as redes com uma finalização precisa.

Com o gol do Galo, poderia parecer até difícil uma reação, porém era o time que havia conquistado uma Libertadores com diversos milagres e ainda havia chegado a uma final de Copa do Brasil com dois 4 a 1 diante de Corinthians e Flamengo, duas viradas após começar perdendo o jogo de volta... Enfim, os torcedores do Inter sabiam do perigo ao escutar os gritos de ''Eu Acredito!!!'' vindo da pequena parcela da torcida atleticana no Beira-Rio.

A partir do gol do Atlético-MG o time cresceu em campo, dominou e pressionou o Inter fora de casa para tentar o empate que levaria a partida para os pênaltis.

Os Colorados tiveram momentos de tensão até os trinta e quatro minutos da segunda etapa, quando Dátolo recua de manheira bisonha para Victor e o atacante argentino Lisandro López aproveitou a bobeira para fazer 3 a 1 e decretar a classificação. Com a vitória, o Internacional enfrenta o Santa-FÉ da Colômbia pelas quartas de final já na próxima semana. Antes o time gaúcho recebe o Avaí no Beira-Rio, pela segunda rodada do Campeonato Brasileiro, no domingo às 18h30. Já o Atlético Mineiro mede forças contra o Fluminense, no Independência às 16h do domingo.

Fábio brilha nos pênaltis, Cruzeiro passa pelo São Paulo e chega às quartas da Libertadores


 Cinco títulos de Libertadores da América em campo no Mineirão, um clássico do futebol brasileiro pelas oitavas de final, tinha como não ser um ótimo confronto? Não, e foi espetacular! Após o 1 a 0 a favor do São Paulo no Morumbi, o Cruzeiro devolveu o placar em sua casa e a partida foi para o pênaltis, com o Cruzeiro levando a melhor e chegando às quartas de final.

Assim como o São Paulo foi superior no primeiro jogo, o Cruzeiro dominou nesta segunda partida e poderia ter feito mais de um gol no tempo regulamentar. 90 minutos de partida muito disputados, com dois times dispostos a jogar um bom futebol e disputar cada bola pela classificação. O time mineiro aproveitou a velocidade de Marquinhos pela lateral do campo para a maioria de suas jogadas ofensivas, e acabou marcando apenas aos nove minutos da etapa complementar, com Leandro Damião estufando as redes após bela jogada de Willian e assistência de Mayke.

Após o 1 a 0 no placar, o Cruzeiro continuou pressionando o São Paulo e com um aproveitamento melhor nas finalizações poderia ter poupado seu torcedor no Mineirão de tamanha emoção após a bola parrar de rolar. Foram duas ''viradas'', em um dia inspirado de Fábio e Rogério Ceni, que resultou numa acirrada disputa de pênaltis, com o goleiro do time Celeste levando a melhor após defender as cobranças de Luis Fabiano e Lucão.

Logo após a partida Rogério Ceni reafirmou que esta foi sua última partida na Copa Libertadores da América, o contrato do ídolo são-paulino se encerra em agosto e no máximo ele deve disputar todo o Campeonato Brasileiro.

Com sua classificação às quartas de final, o Cruzeiro enfrentará uma pedreira na próxima fase, pois terá pela frente Boca Juniors ou River Plate. Mas antes, o time mineiro enfrenta o Santos na Vila Belmiro, pela segunda rodada do Campeonato Brasileiro. Já o São Paulo visita a Ponte Preta no Moisés Lucarelli. Ambos os jogos serão no domingo, o primeiro às 16h e o segundo citado às 18h30.


Pro Evolution Soccer 2016 cancelado?


 No fim da tarde desta quarta-feira uma grande bomba no mundo dos games, e principalmente dos fãs da franquia de futebol Pro Evolution Soccer, mais conhecida como PES. A edição 2016 do game, que é lançado anualmente, teria sido cancelada segundo fortes rumores em fóruns de discussão e sites especializados. A Konami, produtora do PES, divulgou uma lista de games previstos para 2015 sem o nome de sua famosa franquia:


Está presente na lista apenas o nome do Winning Eleven 2015 myClub. Um jogo gratuito para o Playstation 4 que foi lançado no Japão em março. Pro Evolution Soccer 2016, serie anual e que sempre esteve presente nos últimos anos, não aparece na lista.

A Konami está em uma grande crise interna, e existem duas possibilidades quanto ao futuro do Pro Evolution Soccer e a falta da sua presença nesta lista: a primeira, otimista e mais esperada pelos fãs da série, é que a Konami espera a E3(Feira mais importante de games) para anunciar oficialmente e apresentar o novo Pro Evolution Soccer 2016. A segunda é que a Konami não ira lançar o game, tanto que recentemente cancelou o game Silent Hills, que gerou ótima recepção do público quando anunciado e era muito esperado, pelas dificuldades financeiras da empresa.

Na manhã desta quinta-feira, a Konami negou que o game PES 2016 tenha sido cancelado.

Juventus segura o empate contra o Real Madrid e chega a final da Champions League


 O guerreiro time da Juventus está na final da UEFA Champions League! Após uma verdadeira batalha no Santiago Bernabéu, os comandados de Massimiliano Allegri conseguiram segurar o empate por 1 a 1 contra o poderoso Real Madrid, que mesmo melhor tecnicamente pecou muito em sua casa e ficou pelo caminho. O time italiano funcionou conforme era preciso, atacando quando quando lhe sobrava espaço e defendendo quando o Real pressionava.

Desde o incio de partida, a obrigação do resultado era dos donos da casa, que buscavam o gol a todo instante. O primeiro gol da partida foi marcado aos vinte e três minutos da primeira etapa, após uma penalidade pra lá de duvidosa de Chiellini em James Rodriguez. Cristiano Ronaldo foi para a cobrança e converteu sem grande dificuldade.

Com 1 a 0 no placar, o time Merengue conseguia sua vaga na final contra o Barcelona, porém a Juve continuava a jogar com raça, mesmo tecnicamente inferior sua vontade dentro de campo era visível. Se falta o dinheiro e os melhores jogadores do mundo no atual momento do futebol italiano, a Vecchia Signora mostrou uma forma de jogar de igual para igual com as maiores potências do momento... Com sua pesada camisa, a Juve compensa mostrando garra e vontade a cada dividida ou bola perdida.

Aos onze minutos da segunda etapa algo que faz o futebol ser tão apaixonante. Álvaro Morata, atacante espanhol que até junho de 2014 era do Real Madrid, uma cria das categorias de base merengue e super questionado pela imprensa e torcida, marcou o gol do empate e da classificação com a camisa da Juve. Morata já havia marcado no primeiro jogo em Turim, e nesta quarta-feira igualou o marcador após bate-rebate dentro da área e um espaço deixado na defesa do Real Madrid, o espanhol se apresentou entre os zagueiro e 'soltou o pé', estufando às redes.

Do gol de empate em diante, a responsabilidade voltou às mãos do Real Madrid(ou aos pés, se você preferir), e a pressão foi imensa. A bola era levantada a todo instante para dentro da área da Juve, e os italianos se seguravam como podiam e tentavam segurar a bola no ataque, atrasando o jogo como podiam.

Pesou para o lado Merengue o nervosismo de tentar fazer o golzinho que levaria a partida para a prorrogação. O ataque já não conseguia produzir, pouca criatividade para muitos jogadores com vontade de decidir, não aconteceu e mais uma vez não teremos um ''El clássico'' na final da UEFA Champions League. A partida final promete! Dia 6 de junho no Estádio Olímpico de Berlim acontecerá a grande final entre Juventus e Barcelona.


Champions pela Lampions? ESPN Brasil negocia direitos de transmissão da Copa do Nordeste


 Como você já deve saber, o Esporte Interativo conseguiu adquirir os direitos de transmissão da Uefa Champions League pelo próximo triênio, desbancando a ESPN Brasil, que a muito tempo faz a principal transmissão da competição em nosso país. Segundo a coluna Painel FC(da Folha de São Paulo), a ESPN pretende 'dar o troco' adquirindo os direitos de transmissão da atual principal atração do Esporte Interativo, a Copa do Nordeste.

A competição nordestina vem batendo recordes de público, que resulta em um enorme interesse de diversos canais da televisão brasileira. Ainda segundo a publicação de Bernardo Itri, o diretor de programação da ESPN e também responsável por adquirir as competições, Carlos Maluf, e Marcello Zeni, vice-presidente de afiliadas, tiveram encontro secreto com o diretor da Liga Nordeste(que organiza a competição), Eduardo Rocha, para discutir sobre o assunto.

Após conseguir se reunir com o diretor da Liga, o próximo passo da ESPN para conseguir os direitos da Copa do Nordeste será visitar presidentes dos clubes e oferecer como nova alternativa que pode trazer mais visibilidade a competição. Até agora ainda não existe nada concreto, a ESPN tem sua carta na manga(Presença na Sky e Net) mas o Esporte Interativo não deve desistir da competição ou dividir os direitos de transmissão tão fácil, somente os próximos capítulos desta novela irá nos revelar.

Barcelona perde para o Bayern de Munique por 3 a 2 mas chega a final da Uefa Champions League


 Após um 3 a 0 no Camp Nou que praticamente carimbou o passaporte do time do Barcelona para Berlim, onde acontecerá a final da Uefa Champions League, o Bayern de Munique deu trabalho e não deixou os catalães saírem da Allianz Arena de maneira confortável ou até com mais uma vitória. Um 3 a 2 em que os Bávaros responderam aos tantos críticos do país sobre o comando de Pep Guardiola no clube.

Os primeiros segundos de partida mostraram um Bayern parecido com aquele que tirou o 'rótulo' de melhor time do mundo do Barcelona em 2013, um futebol ofensivo ao máximo que resultou na abertura de placar logo aos sete minutos de jogo, o zagueiro Benatia mandou para o fundo das redes aproveitando a maior fraqueza dos comandados de Luis Enrique, a bola aérea. Os próximos oito minutos de jogo foram de pressão dos donos da casa, que ao som de sua fanática torcida tentava fazer um 2 a 0 que deixaria a partida ainda mais emocionante.

Aos quinze e depois aos vinte nove minutos veio dois grandes baldes de água fria, o Barcelona estava com seu trio inspirado, Messi armou as jogadas, Suárez serviu e Neymar completou. Duas vezes o trio MSN repetiu a jogada e deixou a Allianz Arena em silêncio... A partida foi para o intervalo com um 1 a 2 amargo, o Bayern iria conseguir marcar cinco gols em quarenta e cinco minutos? Difícil, uma missão que beira o impossível. A classificação estava distante, e a prioridade do alemães em sua casa parecia antes de conseguir essa classificação regatar sua dignidade em casa e não deixar o time ainda mais vulnerável as criticas pesadas que vem recebendo.

Na segunda etapa o Bayern voltou para o jogo, o Barcelona não, tamanha apatia dos catalães. Aos quatorze minutos Lewandowski recebeu de Muller na entrada da área e deixou Mascherano tonto antes de fazer um golaço. Empate e o time continuava pressionando o Barça, esse que não conseguia reagir, estava numa posição tão confortável em campo que as chuteiras pareciam estar com 10kg cada, tamanha a dificuldade dos jogadores catalães de voltarem a se ligar no jogo. Aos vinte e nove Thomas Muller virou o marcador, Schweinsteiger(apagado no jogo) tocou para o atacante bater com qualidade no cantinho.

Com a virada para 3 a 2, a torcida comemorava e os jogadores tentavam fazer mais gols, precisavam de mais três gols em quinze minutos, algo quase impossível, que não acontece todo dia... E neste 12/05/2015 não aconteceu, o Barcelona conseguiu a classificação com uma derrota que lhe foi importante, mostrando suas falhas e suas limitações. O time catalão está à três partidas da gloria, e de provavelmente retomar o posto que o próprio Bayern lhe tirou a duas temporadas(se conseguir vencer estas), falta a partida diante do Atlético de Madrid, no próximo domingo, que poderá lhe resultar no título espanhol; A final da Copa do Rei da Espanha, onde irá enfrentar o Athletic de Bilbao e por fim a final da Uefa Champions League, no dia 6 de junho, onde o Barcelona irá tentar conquistar seu quinto título Europeu diante de Juventus ou Real Madrid.