Blog do Celino Neto

Di María revela que Real Madrid pediu para não jogar a final da Copa do Mundo de 2014

0 Flares Facebook 0 Twitter 0 Google+ 0 LinkedIn 0 Pin It Share 0 0 Flares ×

 O meia argentino Ángel Di María não poupou nenhum dirigente merengue e mandou uma verdadeira bomba para Madri. Em uma polêmica entrevista a Rádio América, a nova contratação do Manchester United condenou as atitudes do presidente Florentino Pérez, do Real Madrid, que em declarações havia justificado a venda do argentino por uma pedida salarial do nível de Cristiano Ronaldo.

”Nunca disse que queria sair, jamais quis sair. Cristiano sabia, sempre me apoiou. Sergio Ramos, a maioria dos capitães, os que estão há mais tempos sabiam o que eu queria. O clube decidiu trazer outros jogadores. Digam o que digam, os € 75 milhões foram muito bem vistos com tudo o que estavam gastando. Cristiano seguiu lutando para que eu ficasse, sempre esteve ao meu lado. Não sei quanto tempo aguentará no Real, isso só ele deve saber”, desmentiu Di Maria, sobre recentes afirmações do dirigente merengue.

A revelação mais bombástica da entrevista foi sobre a final da Copa do Mundo. Segundo Di María, a AFA(Federação Argentina de Futebol) recebeu uma carta no dia da decisão contra a Alemanha(13/07/14), em que o Real Madrid, até então clube do jogador, temendo uma piora da lesão, pediu para que o meia não entrasse em campo.

”Houve uma carta do Real Madrid que chegou às 11h da manhã no dia do jogo. Jogamos às 16h. Estava preparado para estar o melhor possível na final, sabendo que podia me machucar. Mas a carta eu rasguei como ela chegou. Eu não me importava com o que acontecesse. Sofri muito durante toda a manhã, me doía, foi o pior dia que eu poderia passar na vida. Chegar a duas finais seguidas eu acho que é impossível… São coisas que passam e às vezes o futebol lhe dá esses golpes. A carta deram a Julio (Grondona, ex-presidente da AFA, faleceu neste ano), mas ele disse que se eu quisesse jogar, que jogasse. Que dariam um jeito se eu me machucasse, seria um acerto econômico, suponho. Não havia problema, mas a decisão foi de Alejandro Sabella”, revelou.

Leave a Reply

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.

0 Flares Facebook 0 Twitter 0 Google+ 0 LinkedIn 0 Pin It Share 0 0 Flares ×