Blog do Celino Neto

Sobre a humilhação por 7 a 1 contra a Alemanha, Parreira comenta ”Foi aleatório”

12 Flares Facebook 1 Twitter 10 Google+ 1 LinkedIn 0 Pin It Share 0 12 Flares ×

 Já fazem quase quatro meses desde o dia oito de julho de 2014, data da humilhante semifinal de Copa do Mundo realizada em nosso país, onde a Alemanha calou o Mineirão com um inesquecível 7 a 1. No comando daquela seleção brasileira estavam dois campeões do mundo como Felipão e Parreira, e o assunto só não é tão questionado ao primeiro pois está no comando do Grêmio, mas o ex-coordenador técnico do Brasil, Carlos Alberto Parreira, continua sendo ‘alvo’ das perguntas que parecem não ter respostas.

“A participação da seleção brasileira foi decepcionante, não foi aquilo que a gente esperava e queria. Aquele 7 a 1 vai marcar para sempre no futebol brasileiro. Mas a gente não pode ficar vivendo daquele resultado. Foi aleatório. Aquilo não vai acontecer novamente. Nunca havia acontecido antes em uma Copa do Mundo um time perder por tanto”, declarou ao SporTV em participação nesta sexta-feira.

Sem dúvidas aquele placar tão elástico deixou todos surpreendidos, e para os integrantes da comissão técnica, de quem se espera uma reação, parece não ter sido diferente.

“Não deu para sentir nada no momento. Você simplesmente não acredita. Parecia uma ficção. O sentimento era esse, de que não era realidade. Foi tão rápido que não deu tempo de fazer nada”, continuou.

Após a partida contra a seleção de Camarões, a última da primeira fase, o Brasil teve pouco tempo de preparação segundo Parreira, o que dificultou o melhor desempenho.

“Nossa preparação foi curta. Foram apenas 14 dias. E jogadores como Paulinho, David Luiz, Willian, Oscar, Daniel Alves, Marcelo eram praticamente reservas e não vinham jogando, assim como o Fred, como o Jô, que estavam machucados. Mas como é que iríamos trocá-los? Eles já estavam acostumados, entrosados, dentro de uma forma de jogar. Não tivemos tempo suficiente para prepará-los para a Copa. E esses atletas sentiram muito a falta de ritmo”, concluiu.

Leave a Reply

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.

12 Flares Facebook 1 Twitter 10 Google+ 1 LinkedIn 0 Pin It Share 0 12 Flares ×