Blog do Celino Neto

Atlético-MG vence primeira partida da final contra o Cruzeiro por 2 a 0 e abre boa vantagem

13 Flares Facebook 0 Twitter 12 Google+ 1 LinkedIn 0 Pin It Share 0 13 Flares ×
Atlético-MG 2 x 0 Cruzeiro

 Desde o ano passado a capital do futebol brasileiro é Belo Horizonte, quando o Atlético-MG conquistou a Libertadores da América e o Cruzeiro foi campeão brasileiro. Desta vez dois dos melhores clubes do país na final da Copa ”Mineira” do Brasil, que desde o ano passado conseguiu se tornar uma competição ainda melhor, pois conta com os clubes que participaram da Libertadores da América no mesmo ano e nesta lista estavam a dupla mineira, que tinham a expectativa de fazer um confronto decisivo no mata-mata da Libertadores mas foi ‘guardado pelos deuses do futebol’ para acontecer numa decisão de campeonato.

Após toda a polêmica que rodeou o confronto antes do apito inicial, foi resolvido que a torcida do Atlético-MG seria a única a ocupar o Independência. A bola começou a rolar e logo deu para perceber o quanto o Cruzeiro não se sente bem no Horto e que o presidente Alexandre Kalil estava certo, os principais jogadores do time de Marcelo Oliveira não rendiam e o Atlético-MG aproveitava para fazer uma enorme pressão. 
Claro que não foi somente o fator casa que incomodou os visitantes, pois Levir Culpi conseguiu encaixar uma ótima marcação nos principais criadores de jogadas da equipe celeste. O Galo então roubava a bola e tinha a vantagem de explorar bem a velocidade de seus jogadores de ataque. Aos oito minutos Luan abriu o placar de cabeça após cruzamento Marcos Rocha. Mais uma vez o jogador foi decisivo em um momento fundamental para o Atlético. A torcida do Cruzeiro reclama com razão do lance, pois o jogador estava adiantado no momento do cruzamento e o juiz acabou validando o gol.
Após um trágico primeiro tempo para o Cruzeiro, Marcelo Oliveira resolveu colocar Nilton em campo no lugar de Lucas Silva, para assim dá mais liberdade ao setor ofensivo. Porém de nada adiantou, o Atlético-MG continuava a pressionar e para sair marcado o segundo gol era questão de tempo. Aos treze minutos da segunda etapa, Marcos Rocha cobrou o lateral para dentro da área, Carlos ajeitou e Dátolo encheu o pé para ampliar o marcador, 2 a 0.
Júlio Baptista e Dagoberto foram novas tentativas falhas de Marcelo Oliveira, o time do Cruzeiro não conseguia reagir, não era culpa do treinador e sim do time que estava em campo, não era o dia do melhor elenco do brasil brilhar como nos acostumou no Campeonato Brasileiro. 
O Cruzeiro saiu morto do Horto? O próprio Atlético-MG já mostrou duas vezes apenas nesta Copa do Brasil que um 2 a 0 é sim reversível, porém é a hora de Marcelo Oliveira dá um ‘tempero’ de Atlético-MG em seu time para conseguir virar o resultado com a esmagadora maioria da torcida ao seu favor no Mineirão.
Antes da partida de volta na quarta-feira 26/11, no Mineirão, ambos os times tem três compromissos pelo Campeonato Brasileiro, onde o time celeste continua sua briga pelo título e o alvinegro continua a briga para ficar entre os quatro primeiros colocados. O Atlético-MG entra em campo para enfrentar o Figueirense no dia 16/11 às 19h30, no Independência, o Flamengo no dia 19/11 também no Independência e o Internacional no dia 22/11 no Beira-Rio. O Cruzeiro irá enfrentar o Santos no dia 16/11 às 17h, na Vila Belmiro, o Grêmio no dia 20/11 às 21h50, na Arena e por fim o Goiás no dia 23/11 às 17h, no Mineirão.

Leave a Reply

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.

13 Flares Facebook 0 Twitter 12 Google+ 1 LinkedIn 0 Pin It Share 0 13 Flares ×