Blog do Celino Neto

Cruzeiro abre mão dos ingressos para partida de ida e Kalil declara ”Estou cagando para a decisão deles”

1 Flares Facebook 0 Twitter 0 Google+ 1 LinkedIn 0 Pin It Share 0 1 Flares ×

 Na tarde desta terça-feira, a Polícia Militar (PM) liberou a presença de apenas 1.871 torcedores cruzeirenses no estádio Independência, cerca de 8% da carga total de ingressos, valor este inferior aos 10% previstos no regulamento da CBF. Irritado com a decisão, o Cruzeiro não aceitou e resolveu abrir mão dos ingressos para a partida de ida. A carga de ingressos menor é por conta da distância de cadeiras vazias que seria usada para separar os atleticanos da torcida visitante.

”Encaminhamos, no início da tarde, um ofício à CBF, via Federação Mineira, informando que está havendo um descumprimento do Regulamento Geral da Competições do Estatuto do Torcedor. O Cruzeiro tem direito a 10%, e não a 8%, como está sendo oferecido. E esses ingressos devem ser recebidos 72 horas antes do jogo, e não 30. Eles estão estipulando para pegar hoje às 15h, o que dificultaria a operação de venda, pois teríamos, na verdade, menos de 30 horas”, declarou o diretor de comunicação do Cruzeiro, Guilherme Mendes.

Após ser questionado pela ”ESPN”, o presidente Alexandre Kalil declarou: ”Estou cagando para a decisão do Cruzeiro”. Quando foi perguntado sobre o que aconteceria na partida de volta, se o Atlético-MG também irá ceder os ingressos, o polêmico dirigente resolveu desligar o telefone sem dar explicações.

O clássico continua acirrado mesmo sem a bola começar a rolar em campo, pois fica a dúvida sobre o que acontecerá na partida de volta no Mineirão, pois a própria Polícia Militar avisou que irá se reunir novamente para discutir a questão. 

Leave a Reply

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.

1 Flares Facebook 0 Twitter 0 Google+ 1 LinkedIn 0 Pin It Share 0 1 Flares ×