Blog do Celino Neto

No Gre-Nal com torcida mista, os times preferiram não mudar os protagonistas da partida

17 Flares Facebook 0 Twitter 16 Google+ 1 LinkedIn 0 Pin It Share 0 17 Flares ×
Internacional 0 x 0 Grêmio

 O Gre-Nal sempre é um jogo truncado, muito disputado e que a cada bola disputada o jogador dá o máximo de si, pois está diante do maior adversário, está jogando a partida mais importante do estadual, os 90 minutos que definem se o torcedor irá ter paciência ou não no tropeço do time diante de um pequeno na próxima rodada. Pois entre os títulos de matéria ”Após perder o clássico, Inter(ou Grêmio) tropeça diante do…” e ”Após vitória no clássico, Inter(ou Grêmio) tropeça diante do…” existe uma grande diferença, que até pode ser definida em uma palavra nos veículos de comunicação, mas na cabeça do torcedor é bem mais complexo.

Alisson, Cláudio Winck, Juan, Paulão, Geferson, Nico Freitas, Rodrigo Dourado, Alex, Luque, Anderson, Alisson Farias, Valdivia, Vitinho, Nilmar, Marcelo Grohe, Matías Rodríguez, Rhodolfo, Erazo, Marcelo Oliveira, Araújo, Giuliano, Walace, Fellipe Bastos, Douglas, Lincoln, Yuri Mamute e Everaldo, foram os responsáveis por fazer um Gre-Nal equilibrado.

O Internacional é visivelmente superior em termos técnicos ao Grêmio, mas o ‘fator Felipão’, e a capacidade do treinador Tricolor de fazer times considerados ruins surpreenderem decretaram um 0 a 0 justo em que o seu time poderia ter vencido e não seria injusto, com chances de gol para os dois lados, em 90 minutos que destacaram não dentro de campo mas sim duas torcidas reclamando, aplaudindo, xingando, incentivando e torcendo lado a lado. Ver o vermelho e branco lado a lado com o azul, branco e preto nos estádios gaúchos era algo raro de se ver, espero que seja o primeiro de muitos com parte da torcida mista, e mais importante, que sirva como exemplo para vermos situações como esta em todo o futebol brasileiro, em clássicos onde a civilidade deve ficar acima da rivalidade.

Antes da bola começar a rolar ainda houve uma confusão entre os gremistas que entravam no estádio e colorados, quando pedras e outros objetos foram arremessados, que segundo relatos torcidas organizadas começaram o pequeno confronto, o que muda a discussão e o tópico do debate, este que agora é: ”As torcidas organizadas irão tolerar os rivais lado a lado como o torcedor comum? Estes que muitas vezes não toleram até torcedores do mesmo clube mas de organizada diferente ao seu lado”

Leave a Reply

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.

17 Flares Facebook 0 Twitter 16 Google+ 1 LinkedIn 0 Pin It Share 0 17 Flares ×