Blog do Celino Neto

Juca Kfouri ataca mais uma vez com sua intolerância religiosa… O alvo da vez é Neymar

425 Flares Facebook 52 Twitter 74 Google+ 8 LinkedIn 291 Pin It Share 0 425 Flares ×

 Juca Kfouri ataca mais uma vez… E o alvo é Neymar.

O jornalista esportivo/militante esquerdista, Juca Kfouri mais uma vez ataca com sua intolerância religiosa e a liberdade de expressão. Em seu blog no UOL, numa post intitulada ”Menos, brilhante Neymar, menos”, ele critica a faixa na cabeça usada pelo atacante do Barcelona após a conquista da UEFA Champions League, no último sábado, onde estava escrito ”100% Jesus”. Segundo o jornalista adorador de regimes totalitários, Neymar deveria guardar sua fé para si mesmo ”Seria tão melhor se certas intimidades fossem como deveriam ser, isto é, apenas íntimas”, mostrando mais que um preconceito, uma intolerância religiosa.

Juca é ateu, o que não significa nada, ele tem o direito de não ter crença alguma, porém o pior é o mesmo querer impôr suas ideias, crenças e visão de mundo a todos os outros, e não é a primeira vez… Juca sempre disse ser defensor da ”Liberdade de Expressão”, mesmo sendo comunista(que contradição meus amigos!), enfim vamos ao outro caso claro de intolerância… Ainda em 2009, após a conquista da Seleção Brasileira na Copa das Confederações, os jogadores se ajoelharam dentro de campo para rezar e agradecer pelo título diante dos Estados Unidos, Juca, o totalitário, não aceitou e fez duras criticas em seu blog e continuou com sua perseguição até a Copa do ano seguinte, mirando sempre Kaká, aquele que mais demonstrava sua fé.

Já na Copa do Mundo de 2010, quando a Kaká dava entrevista, André Kfouri(repórter e filho do Juca) fez uma pergunta ‘cotidiana’ do mundo do futebol e o meia brasileiro resolveu desabafar após tantas criticas/perseguição exageradas de Juca em seu blog: ”Repetidamente em seu blog, os canhões do teu pai têm me atingido. O motivo pelo qual Juca me ataca não é profissional, ele já deixou claro muitas vezes que me ataca porque eu defendo publicamente a minha fé em Jesus. Mas da mesma forma que eu respeito ele como ateu, gostaria que ele respeitasse a mim e a milhões de brasileiros que crêem em Jesus Cristo”, simples e direto Kaká mostrou algo que Juca parece não entender: Ainda estamos num país livre em que cada cidadão tem a liberdade de ter uma religião ou não, diferente dos sonhos de Juca.

– Veja a resposta de Kaká –

Cinco anos depois o papelão do Juca se repete, o jornalista esportivo mais contraditório do Brasil volta a atacar, desta vez Neymar. Enquanto isso todos aqueles que defendem a liberdade individual torcem para que os sonhos de Juca Kfouri, o totalitário, não se realizem. Sonhos estes onde as pessoas não podem ter posições políticas diferentes e se manifestar contra a presidente, e que também não podem ter religião.

Nesta imagem podemos ver Juca Kfouri querendo ”Lula presidente por um Brasil decente”, ao lado de seu companheiro de ESPN Brasil, José Trajno

Leave a Reply

2 comentários sobre “Juca Kfouri ataca mais uma vez com sua intolerância religiosa… O alvo da vez é Neymar

  1. Fábio Cardoso da Silveira

    Opinião todos possuímos e se quisermos, externamos. Sua oposição ao Jornalista Juca Kfouri está contaminada pelo viés religioso que embota seus argumentos. O que Juca faz é ter coragem de falar o que um bando de covardes se imiscuem, que é criticar a imposição que determinados jogadores fazem, de trazer suas crenças pessoais ao ambiente plural do futebol. Que diria você se um satanista começasse a tornar pública suas práticas? Você iria criticar? Pois bem, a forma correta de pensar é com lógica, e bem faz o Kfouri em permear suas brilhantes sacadas com boas doses deste ingrediente.

    1. Celino Neto Autor da Postagem

      Caro Fábio Cardoso da Silveira, primeiramente agradeço pelo comentário. Reitero o que disse no post, não existe liberdade religiosa? Se ele quiser colocar 100% Jesus, 100% Alá, 100% Krishna, 100% Buda, ou mesmo 100% Satanás é um direito dele. Com todas as faixas ele teria que lidar com as consequências como lidou diante da publicação do péssimo(em todos os sentidos) Juca Kfouri.
      O futebol é plural? Obviamente que sim, por isso aqueles que convivem no meio precisam ser livres para expressar sua crença religiosa, seja ela qual for. Você ficou ofendido com uma simples faixa religiosa? Eu não fiquei, assim como não fiquei com jogadores da Argélia expressando sua fé ao Islamismo na Copa de 2014. O futebol é plural, e por ser uma paixão que rompe fronteiras, todos devem ser livres para se expressar. Sou contra o cerceamento de liberdades, diferentemente do abominável Juca Kfouri. Um abraço e mais uma vez agradeço pelo comentário, o contraditório é sempre bem vindo!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.

425 Flares Facebook 52 Twitter 74 Google+ 8 LinkedIn 291 Pin It Share 0 425 Flares ×