Blog do Celino Neto

Onde está o ”Tevez brasileiro”? O jogador que volta ao seu clube de coração em alto momento técnico

25 Flares Facebook 2 Twitter 22 Google+ 1 LinkedIn 0 Pin It Share 0 25 Flares ×

TevezBocaJuniorsBlogdoCelinoNeto

O Boca Juniors terá Carlitos Tévez após a Copa América! O atacante argentino já tem seus 31 anos, porém foi o principal destaque da atual vice-campeã da Champions League, a Juventus. Mesmo num cenário onde vários clubes europeus cogitavam sua compra e o próprio time italiano beijava seus pés pedindo sua permanência, oferecendo cheques em branco para o seu salário, o jogador decidiu voltar para o clube do seu coração.

Me pergunto se alguém imagina que algo deste tipo se repita com Neymar, o torcedor santista acredita que após o atacante brasileiro chegar aos 31 anos, ainda jogando em alto nível, iria fazer tamanho esforço para romper seu contrato, rejeitar a Europa e vir ao Brasil para ganhar menos que no Velho Continente? Particularmente duvido muito que algo parecido aconteça com qualquer jogador brasileiro desta geração.

Como já citei em postagens anteriores o jogador brasileiro dificilmente vem mostrando grande identificação com o clube. Qual grande ídolo inquestionável em seu clube atualmente? Rogério Ceni e? Sinceramente não vejo nenhum outro. É cultural na argentina jogadores voltarem aos seus clubes de coração sem fazer leilões como fez Ronaldinho Gaúcho em 2011, que acabou nem jogando no Grêmio.

Os exemplos são diversos, como você pode ver no trecho retirado de uma post anterior(O jogador de futebol ainda consegue amar um clube?) sobre o assunto:

Um exemplo claro está ao nosso lado, o atacante argentino do Manchester City, Sérgio Aguero, se ofereceu a pagar pela contratação de cinco jogadores, além dos salários, e ainda pediu uma lista a direção do Independiente, clube que o revelou, os dirigentes não aceitaram o dinheiro e decepcionaram o jogador/torcedor. Além disso, Aguero já afirmou seu desejo de voltar ao clube quando seu contrato com os Citizens se encerrar. Jogadores como Heinze(aposentado) e Maxi Rodríguez, voltaram ao Newell’s Old Boys, clube de coração que os revelaram. Este também foi o caso de jogadores como: Ignacio Piatti(San Lorenzo), Fernando Gago(Boca Juniors) e até Diego Milito, que voltou para o Racing para ser campeão argentino. Houve casos como o de Verón, que após voltar da Europa para seu clube de coração(Estudiantes), ainda decidiu abdicar de sua aposentadoria para ajudar o time em um momento difícil.

Mais um exemplo na Argentina, Tévez vai jogar no Boca… Por aqui o ‘beijo de camisa’ continua generalizado, não existe mais identificação com os clubes, antes de criar algum ‘amor ao clube’ o jogador é vendido às presas para o Shakhtar Donetsk.

Leave a Reply

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.

25 Flares Facebook 2 Twitter 22 Google+ 1 LinkedIn 0 Pin It Share 0 25 Flares ×