Blog do Celino Neto

Rússia e Qatar correm sério risco de perder o direito de sediar a Copa do Mundo de 2018 e 2022

21 Flares Facebook 0 Twitter 20 Google+ 1 LinkedIn 0 Pin It Share 0 21 Flares ×

 A escolha de Rússia e Qatar para sediar as Copas do Mundo de 2018 e 2022, respectivamente, estão sendo alvo de sérias investigações por parte da justiça norte-americana, as provas estão levando a uma clara compra de votos destes dois países para poder realizar a competição mais importante do mundo do futebol. A poucos dias atrás neste blog, levantei a possibilidade clara do Qatar perder o direito de sediar a Copa de 2022 por todas as irregularidades denunciadas pela imprensa e a estratégia furada de Blatter de mudar a competição para dezembro. Com a saída do dirigente da presidência da FIFA, não só Qatar como também Rússia devem abrir o olho, pois o Mundial em seus países estão em risco.

Domenico Scala, presidente do comitê de auditoria da FIFA, não descartou a possibilidade dos mundiais de 2018 e 2022 terem suas sedes alteradas: ”Se surgirem evidências de que as vitórias de Catar e Rússia foram conquistadas com votos comprados, então essas vitórias poderão ser invalidadas… Mas a evidência que temos até agora não é suficiente”, declarou ao SonntagsZeitung.

Já foi descoberto que África do Sul(2010) e França(1998) ‘compraram’ seu direito de sediar uma Copa do Mundo, é questão de tempo para encontrar irregularidades claras na eleição de Rússia e Qatar… O país do Oriente Médio está claramente mais ameaçado, pela maior distância de tempo até sua realização e consequentemente mais tempo para achar uma melhor sede.

Leave a Reply

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.

21 Flares Facebook 0 Twitter 20 Google+ 1 LinkedIn 0 Pin It Share 0 21 Flares ×