Blog do Celino Neto

O ‘cheiro de Impeachment’ foi suficiente para uma reação positiva

0 Flares Facebook 0 Twitter 0 Google+ 0 LinkedIn 0 Pin It Share 0 0 Flares ×

O Impeachment ainda não entrou em votação, a Comissão ainda será formada para avaliar o pedido, porém apenas o fato do presidente da Câmara, Eduardo Cunha, ter aceito na última quarta-feira a ação elaborada por Hélio Bicudo, Miguel Reale Junior e Janaína Conceição Paschoal, os sinais de ‘alívio’ por uma provável saída de Dilma Rousseff da presidência são visíveis na economia.

Vamos a um trecho do ótimo site, O Financista:

No cenário corporativo, as ações da Petrobras (PETR4) sobem 5,05%, impulsionadas pelo aval de Cunha ao processo de impeachment. A decisão do presidente da Casa foi positiva para outros papéis de estatais. Os papéis do Banco do Brasil (BBAS3) avançam 6,88%, enquanto os do BB Seguridade (BBSE3) e da Eletrobras (ELET3) registram ganho de 6,55% e 5,54%, respectivamente.

No mesmo sentido, os papéis de outros bancos como o Itaú Unibanco (ITUB4) e do Bradesco(BBDC4) se valorizam 7,15% e 5,43%, nesta ordem.

Neste contexto, às 14h, o Ibovespa opera com avanço de 3,80%, a 46.623 pontos.

Câmbio

O dólar caía 1,5%, abaixo de R$ 3,80 nesta quinta-feira (3), com investidores recebendo bem a abertura de processo de impeachment da presidente, mas ainda ponderando as implicações da decisão para a economia brasileira e os mercados financeiros.

Também contribuía para a queda da moeda norte-americana o anúncio de novos estímulos monetários pelo Banco Central Europeu (BCE) nesta manhã, que aumentam a atratividade de investimentos em mercados emergentes.

Às 14h, o dólar à vista recuava1,26%, cotado a R$ 3,7848, após ter descido na mínima de R$ 3,7723.

Se apenas o primeiro passo para o Impeachment já resultou em uma disparada da Bolsa e Estatais, imagina quando a desastrosa e ilegítima Dilma Rousseff deixar o poder. Esta notícia destrói mais um argumento furado ‘anti-Impeachment’, que a saída da presidente pode trazer uma ”grande incerteza”. O fato é que sim, a saída dela pode trazer incertezas e é provável uma grande variação econômica nos próximos dias, mas a permanência dela seria uma certeza, certeza de queda desenfreada. Após tantos danos causados nos últimos doze anos, estarmos em uma incerteza já é uma evolução. A salvação menos longínqua para o país é a saída de Dilma Rousseff e seu partido que tem nas costas o maior escândalo de corrupção da história nas costas. Simples assim.

Está bem claro que, o que é melhor para Dilma Rousseff ou para o Partido dos Trabalhadores é pior para o Brasil, e o que é melhor para o Brasil, consequentemente é pior para Dilma e o PT. Que vença o Brasil!

ImpeachmentDilma

Leave a Reply

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.

0 Flares Facebook 0 Twitter 0 Google+ 0 LinkedIn 0 Pin It Share 0 0 Flares ×