Blog do Celino Neto

Primeiro tempo de Seleção Brasileira, segundo tempo de Dunga

0 Flares Facebook 0 Twitter 0 Google+ 0 LinkedIn 0 Pin It Share 0 0 Flares ×

DavidLuiz-Suarez-BlogdoCelinoNeto

Melhores trinta minutos da Seleção Brasileira nas eliminatórias, futebol ofensivo, Douglas Costa e Willian jogando bem pelas laterais, o time conseguindo se desenrolar ofensivamente com qualidade, Fernandinho, Renato Augusto e Luis Gustavo conseguiam forma um meio de campo consistente e com um Neymar de breves lampejos, longe de jogar muito bem. Logo veio o, merecido, 2 a 0, o primeiro gol de Douglas Costa com menos de um minuto de jogo, e o segundo de Renato Augusto. O time jogava bem, criava oportunidades, jogava bola como não fazia, me arrisco a dizer, a anos. O bom jogo foi exclusivamente da linha de frente, pois atrás David Luiz e Filipe Luis já demonstravam a teimosia que é Dunga insistir em ambos e manter sua birra desnecessária contra Marcelo e Thiago Silva.

Aos trinta e um Cavani, livre, diminuiu o marcador. E o Brasil começou a emperrar. É incrível como a Seleção Brasileira vem persistindo com seus apagões e “problemas emocionais”. Fruto da desorganização bancada por Dunga, um técnico medíocre que só limita o potencial dos jogadores brasileiros. Não, o problema não é da geração, aliás o elenco continua sendo um dos melhores do mundo, mas na alternância Dunga, Mano, Felipão, Dunga, os frutos obviamente são limitadíssimos. O Brasil vai e volta e insiste no fracasso, o 7 a 1 não bastou, os dez gols nos dois últimos jogos da Seleção em uma Copa do Mundo em casa não fizeram os olhos dos dirigentes da CBF abrirem para perceber que a solução está longe de ser um remédio antigo.

Na volta para o segundo tempo Suárez mostrou seu faro de gol logo aos três minutos, empate na Arena Pernambuco e como consequência um apagão definitivo. David Luiz? Novamente deu espaço, mais uma trapalhada defensiva! O árbitro argentino ainda deixou de marcar uma penalidade a favor dos comandados de Dunga… Mas nada que se possa se indignar, o time não jogava, insistia em bolas aéreas, Suárez deitava e rolava no setor defensivo com um Miranda desesperado lhe puxando e dando pontapés. Quase David Luiz encerrava com “chave de ouro” sua participação dando uma “assistência” para o centroavante do Barcelona, mas Alisson pensou rápido e fez bela defesa. Se no fim dos primeiros quarenta e cinco minutos os brasileiros aplaudiram o time de pé, no final dos noventa vaiaram e muito. Não se mostrou reação e só limitações, estas frutos de um treinador que não deveria comandar a Seleção Brasileira, e consequentemente forma uma equipe sem estrutura tática consistente e muito menos equilíbrio emocional.

Os próximos adversários do Brasil são dificílimos, na próxima terça-feira enfrenta o Paraguai em pleno Defensores Del Cacho, adversário que vem sendo uma pedra no sapato da seleção; E depois volta a entrar em campo pelas eliminatórias(espero que já sem o Dunga) apenas dia 02/09, contra o Equador e depois 06/09 contra a Colômbia. Era esperado um caminho difícil nas eliminatórias sul-americanas, porém a Rússia está mais distante que o esperado.

Leave a Reply

Um comentário sobre “Primeiro tempo de Seleção Brasileira, segundo tempo de Dunga

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.

0 Flares Facebook 0 Twitter 0 Google+ 0 LinkedIn 0 Pin It Share 0 0 Flares ×