Blog do Celino Neto

Marco Aurélio Mello desrespeita a autonomia do Legislativo!

0 Flares Facebook 0 Twitter 0 Google+ 0 LinkedIn 0 Pin It Share 0 0 Flares ×

MarcoAurelioMello

Marco Aurélio Mello vem, de maneira assustadora, compartilhando declarações e até ações que seguem a “cartilha” da organização criminosa travestida de partido político que é o PT. É assustador pelo fato de ser um ministro do Supremo Tribunal Federal fazendo este tipo de afirmação e que provavelmente irá julgar estes criminosos mesmo dando declarações afirmando não entender o motivo de Marcelo Odebrecht continuar na cadeia e, também, que “Alguma coisa errada está havendo” sobre o número de delações premiadas que vem ajudando a Operação Lava-Jato e o país a descobrir mais sobre o maior escândalo de corrupção da história(R$ 42 bilhões de prejuízo a Petrobras e R$ 6 bilhões em propinas até o final de 2015, ainda com muita coisa para descobrir), e claro, punir os responsáveis por ele.

Mas nesta terça-feira Marco Aurélio se superou, conseguiu superar o limite do absurdo e me deixou ainda mais preocupado do que pode vir deste STF(anteriormente já comentei sobre minhas preocupações no post: Como confiar no Supremo Tribunal Federal?). Vamos a notícia do Estadão:

O ministro Marco Aurélio Mello, do Supremo Tribunal Federal (STF), determinou em decisão desta terça-feira, 5, que o presidente da Câmara, deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ), aceite pedido de impeachment contra o vice-presidente da República, Michel Temer, e instale uma comissão especial para analisar o processo. A decisão segue a mesma linha de minuta do despacho divulgada por erro pela Corte na noite da última sexta-feira(…)

Como assim? O Marco Aurélio Mello foi eleito? Recebeu quantos votos? Ele é o presidente da Câmara dos Deputados? Ele é parlamentar? Como ministro da STF pode passar por cima de 513 deputados? Incrível como o ministro se dispõe a jogar lama em sua biografia entrando questões que não devem pertencer a um ministro da corte. Colecionando declarações absurdas como quando afirmou que Dilma Rousseff poderia “recorrer do Impeachment” no STF, algo pra lá de absurdo e humilhante para um país minimamente democrático, cuspindo na Constituição que determina autonomia de Poderes. O ministro Marco Aurélio Mello põe ainda mais em dúvida a integridade e o mínimo de respeitabilidade do Supremo Tribunal Federal, pois ao seu lado nomes como Teori Zavascki e Roberto Barroso também degradam a imagem a partir do momento que se reúnem de maneira privada com senadores petistas ou tecem críticas ao PMDB como “alternativa de poder”.

Marco Aurélio Mello entra numa disputa suja do Executivo contra o Legislativo e traz consigo o STF. Estando claramente no lado de um Executivo sem legitimidade. É lamentável que o Brasil tenha em sua corte alguns ministros sem bom senso ou cuidado com sua imagem, que agem de maneira imprudente e até desrespeitosa aos outros poderes, neste caso o Legislativo.

O país não pode ser refém de uma guerra do Executivo e Judiciário contra o Legislativo, este último o que mais representa, em números, o cidadão brasileiro. Os demais ministros do Supremo precisam respeitar tanto a separação de poderes quanto a representatividade da Câmara dos Deputados e do Senado e jogar esta decisão do Marco Aurélio Mello no lixo!

Leave a Reply

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.

0 Flares Facebook 0 Twitter 0 Google+ 0 LinkedIn 0 Pin It Share 0 0 Flares ×