Blog do Celino Neto

A morte de um tirano

0 Flares Facebook 0 Twitter 0 Google+ 0 LinkedIn 0 Pin It Share 0 0 Flares ×

js114623529-fidel-castro-main-xlarge_transm_-n5fblqfcanfwfldiss9pmn2qdk__vrbdrot1kmlg

A distância de apenas 145 quilômetros separa a maior potência mundial de um claro exemplo do fracasso socialista/comunista. Um país com pouco mais de 110.000 km² que quase acarretou uma terceira guerra mundial e vive a mais de 50 anos num regime ditatorial. Cuba que passou por uma revolução sangrenta com 115.127 atingidos pela barbárie(fuzilados, pressos políticos, assassinatos por perseguição política, desparecidos em tentativa de fuga dentre outros motivos dos mais cruéis) “perde” um dos lideres da revolução. Cuba que enfim se livra de um ditador e “ex-presidente” que parecia eterno.

Um país transformado pelo delírio esquerdista, este que chegou a contar com uma taxa de renda per capita maior do que a de diversos países europeus, como a Itália, mas que vive um pesadelo a cinco décadas. O mundo tem um tirano a menos para chamar de seu! Aos 90 anos Fidel Castro não vai deixar qualquer saudades, apenas uma mancha na história. Refugiados cubanos que fugiram da tirania comemoraram a notícia no fim de noite de Black Friday nos Estados Unidos:

 

 

Felicidade acima que contrasta com o que Fidel deixa na memória:

ww2-ross_4-_jo_1-e1271198246802

 

Leave a Reply

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.

0 Flares Facebook 0 Twitter 0 Google+ 0 LinkedIn 0 Pin It Share 0 0 Flares ×