Blog do Celino Neto

A corrupção petista me anestesiou

0 Flares Facebook 0 Twitter 0 Google+ 0 LinkedIn 0 Pin It Share 0 0 Flares ×

Temer prevaricou, isto é um fato, tão grave que pode sim fazer parte de um pedido de Impeachment, afinal é um crime! Porém existe um problema nesta crise política que foi o show midiático que vendeu Michel Temer comprando o Eduardo Cunha por meio do empresário e entregou um presidente que escutou todo aquele absurdo numero de crimes e ficou calado, só.

Infelizmente digo isso, só. Foi essa a sensação que fiquei após escutar todo aquele áudio pela primeira vez. Após escutar novamente, reler as notícias e analisar o que foi divulgado até o momento me deparo com um crime na gravação, sim, gravíssimo e cometido por um presidente no exercício do poder, mas chego a conclusão que o problema não é a prova em si e sim minha expectativa demasiada criada pelo histórico recente.

Escândalo de um político tradicional do PMDB, nada de bilhões assaltados da Petrobras, corrupção no BNDES, dinheiro para a CUT, UNE, MST e MTST, nada de financiamento à ditaduras esquerdistas como Cuba, Venezuela e Angola. ‘Apenas’ um crime comum que o brasileiro já havia se acostumado vindo do PMDB, antes do Partido dos Trabalhadores multiplicar o nível das cifras e do desrespeito à nação. É triste chegar nessa conclusão, mas é um fato. O nível foi tão alto, que o atual presidente da república caí numa gravação e o conteúdo parece mais do que leve. Quase comum.

Os absurdos megalomaníacos cometidos pelo Partido dos Trabalhadores nos últimos anos foram tantos, que fiquei insatisfeito com a gravação, em primeiro momento achei normal um presidente da república concordar e conversar passivamente com um empresário corrupto falando que comprou A, B e C. Pensei, mas só? Estamos descobrindo o maior escândalo de corrupção da história da humanidade, criado no governo de Luis Inácio Lula da Silva, que elevou o patamar da corrupção tornando um meio de financiamento não só com a finalidade de um PT hegemônico no Brasil como também de uma esquerda poderosíssima em toda América do Sul.

Na última quarta falam em bomba, fim dos tempos e dizer que um presidente da república tem que cair por prevaricar conversando com um empresário? O PT me anestesiou! Dilma Rousseff e Lula fizeram muito pior e noticiado sem nenhum Jornal Nacional que mais parecia novela com tantas caras e bocas.

Escutando o áudio em seu fim pela primeira vez, fiquei perplexo ao não ouvir nada “bombástico”, “que vai ruir a república”, “vai exorcizar o Michel Temer” a ponto de quando o Joesley voltou a ligar a Rádio CBN em seu carro, seguindo seu caminho de volta fiquei sem reação, esperando talvez um “entrega o termo de posse”, “vou mandar o Bessias”, “Eles que enfiem as panelas no c*”, “Se torne ministro e fuja de Curitiba”, “juízeco de primeira instância”, enfim… Confesso à vocês, caro leitores que a corrupção petista me anestesiou a tal ponto que achei um exagero a repercussão do caso. E fico triste por ter chegado a este ponto, pois em qualquer país minimamente civilizado, Temer já teria renunciado por este flagra, mas que neste atual Brasil isto é pouco.

O mesmo Joesley que fez de Temer um padre e “se confessou”, revelou que pagou R$ 300 milhões em propina para o Partido dos Trabalhadores. Isso sim, o que estamos acostumados, algo grande, gigantesco, grotesco e sujo à nível Brasil. Esse dinheiro serviu para comprar partidos e apoio para a suja campanha de 2014.

Não estou afirmando nem aliviando a barra do Temer, ele tem que renunciar, ser cassado ou Impeachment, em última ocasião. O presidente da república tentou obstruir a Operação Lava-Jato, assim como fez sua antecessora e parceira de chapa Dilma Rousseff e isso não pode ficar impune como aconteceu no caso da ex-presidente. Porém, o jornalismo brasileiro parece aceitar de maneira mais passiva quando a corrupção é do Partido dos Trabalhadores.

Finalizo este post comparado o que Joesley revelou sobre Aécio Neves, que torna Michel Temer praticamente um santo se comparado. O senador tucano, com um linguajar digno de um traficante de drogas, revelou coisas como:

  • A lei de abuso de autoridade foi feita especificamente para atacar a Lava Jato e não há mais como escapar dessa constatação;
  • A anistia ao caixa 2 era uma armação na surdina para políticos que estavam enrolados (como o próprio Aécio);
  • Renan era considerado muito mais “eficiente” para barrar a Lava Jato através da lei de abuso de autoridade;
  • Como um dado positivo (*), Michel Temer, Rodrigo Maia e Eunício Oliveira pareciam reagir às pressões das ruas em favor da Lava Jato, o faziam a contragosto de Aécio e de uma boa parte do PMDB, PSDB e PT;
  • A luta para aprovar essas leis era uma ação conjunta de gente do PT, PSDB e PMDB;
  • E, a maior das ironias, é o fato de que o PT vive com o discurso dizendo “é golpista, é golpista”, mas se junta a uma tropa do PMDB e do PSDB para… barrar a Lava Jato, ou seja, dar um golpe.

(Trecho acima muito bem observado pelo Luciano Ayan, do ótimo site Ceticismo Político)

Leave a Reply

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.

0 Flares Facebook 0 Twitter 0 Google+ 0 LinkedIn 0 Pin It Share 0 0 Flares ×