Blog do Celino Neto

A obscura delação da JBS

0 Flares Facebook 0 Twitter 0 Google+ 0 LinkedIn 0 Pin It Share 0 0 Flares ×

Já afirmei demasiadamente por aqui que a situação de Michel Temer é insustentável e ele deve sair do governo, seja por renúncia, cassação ou mesmo Impeachment. Comento sobre no texto:

A facilidade em se “derrubar” um presidente não petista

Feito essas ressalvas, vamos a tão badalada delação da JBS, que particularmente também acho desastrosa graças ao seletivo Rodrigo Janot, alguns pontos a se destacar:

  • O Partido dos Trabalhadores e, principalmente Luiz Inácio Lula da Silva tornou a JBS uma gigante internacional, a empresa conseguiu quebrar centenas de frigoríficos de pequeno e médio porte para depois compra-los com o patrocínio do BNDES, ou seja nosso dinheiro.
  • O gravador estava com o delator no momento da divulgação dos áudios e toda a negociação, foi devolvido apenas no fim da última semana após toda a polêmica. Ora, como a pericia seria feita sem o próprio gravador?
  • Os irmãos Batista não podem ser presos, ou seja, em novas operações, caso novas provas contra sua empresa sejam descobertas eles tem o dever de voltar ao Brasil e prestar o depoimento a operação feita no momento… E só, voltarão ao luxo de Nova York logo após isso.
  • Joesley neste momento está nos Estados Unidos, como o maior do setor e tocando seus negócios por lá, sem tornozeleira e sem passar uma noite na cadeia mesmo tendo custado bilhões aos cofres públicos brasileiros. Ou seja, usou o país e suas políticas estatistas e corruptas, aproveitando da sacanagem chamada “campeões nacionais” criada por Lula, para se tornar uma gigante mundial.
  • A multa poderá ser paga ao governo e limpar o nome da empresa no país. JBS que continuará a fazer negócios por aqui, patrocinando a Rede Globo, Folha, Veja e outros meios de imprensa, além de contratar o Tony Ramos ou qualquer outro ator para prosseguir com seus negócios pelo país. Isso, também, graças ao imenso investimento em dólares e venda de ações da empresa antes da divulgação de sua delação, ou seja, a multa para o acordo de leniência poderá ser paga apenas com os lucros planejados que a empresa conseguiu pós-delação.
  • Rodrigo Janot, o seletivo! Quanta velocidade do Procurador Geral da República hein!? E no áudio que flagrou Dilma Vana Rousseff mandando um termo de posse à Luiz Inácio Lula da Silva para evitar sua prisão? Nomeando-o Ministro da Casa Civil! O que ele fez a respeito contra a presidente? Nada!
  • OAB, a seletiva! Esta que demorou quase dois anos para apoiar o Impeachment de Dilma Rousseff agora já tenta com toda a força derrubar Michel Temer. Como confiar na OAB?
  • Mala de dinheiro da operação “planejada” simplesmente sumiu.. Isso mesmo, lembra do vídeo, que com certeza você viu nos telejornais, do deputado Rodrigo Rocha Loures (PMDB-PR) correndo com ela com medo de ser assaltado e entrando em um carro? Sumiu, exatamente, está desaparecida. Não foi encontrada na operação deflagrada e não tinha chip, diferente da mala entregue ao primo de Aécio Neves. Como assim Janot? Uma operação “totalmente controlada” e “planejada”, e apenas uma das malas tem chip? Que desastre!
  • Voltemos ao áudio bomba, que iria destruir Temer e o seu governo, segundo o jornal OGlobo, e na prática se mostrou completamente diferente. São varias perícias que foram feitas sobre este áudio, existe aquela da Folha de São Paulo, em que se afirma que foram feitas 50 modificações no áudio e também a perícia feita pela defesa do Michel Temer, que aponta 70 irregularidades no áudio. Mas e a perícia da Procuradoria Geral da República do Rodrigo Janot? Não existe, ele preferiu não fazer alegando “medo de vazar”, como se a PGR tivesse medo de vazamentos. Sobrou para o pouco confiável STF, que fará uma analise dos áudios.

Pois bem, a delação dos irmãos Batista da JBS causam indignação ao brasileiro por diversos motivos, entre eles fazer o país, e sua corrupta política de “campeões nacionais” promovida por Lula, o seu bordel com o objetivo de alavancar a empresa ao mundo. Outro fator é a total impunidade pelos seus diversos crimes e ainda por cima um passe-livre para viver, viajar e aproveitar seus bilhões como quiser. Além dos vários erros cometidos pela turma do seletivo Rodrigo Janot.

As provas que a delação trouxe ao país são inúmeras e importantíssimas, os dois milhões a Aécio Neves, que deveriam levar ele a cadeia, também os cento e cinquenta milhões de Lula e Dilma, não preciso repetir que estes dois também deveriam estar na cadeia… Enfim, foi uma delação e tanto, porém as delações premiadas negociadas em Curitiba, por exemplo, trazer ganhos ao país, provas e punição aos envolvidos. Diferentemente daquelas delações negociadas por Rodrigo Janot.

Isto, porém, vale ressaltar, não exime Michel Temer de seus atos como o próprio presidente tenta afirmar. Não é a incompetência da PGR que tira a culpa de um chefe de estado escutar tudo o que ele se propôs a escutar e ficar calado diante disso. Na “melhor” hipótese, Temer prevaricou e não pode continuar na presidência. Deve-se seguir a constituição após uma eventual queda de Temer, que ainda me parece inevitável, e a sucessão do cargo seguir para Rodrigo Maia, que deverá convocar eleições indiretas em trinta dias. Seguindo assim, como no caso do Impeachment de Dilma Rousseff, o caminho da Constituição e da legalidade. Nada de seguir a cartilha da extrema-esquerda brasileira, e de alguns brasileiros desinformados, apesar da palavra ter sido banalizada pela presidente terrorista e seus fiéis da seita petista, o movimento “Diretas Já” é sim, um verdadeiro golpe.

Dançando sobre o país. Hoje estão em Nova York graças à Janot

(Visited 85 times, 1 visits today)

Leave a Reply

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.

0 Flares Facebook 0 Twitter 0 Google+ 0 LinkedIn 0 Pin It Share 0 0 Flares ×