Blog do Celino Neto

Dossiê ESPN Brasil, a extrema-esquerda no jornalismo esportivo

0 Flares Facebook 0 Twitter 0 Google+ 0 LinkedIn 0 Pin It Share 0 0 Flares ×

Não pense que são apenas os repórteres políticos da Folha de São Paulo, Estadão, Rede Globo e toda a grande imprensa brasileira que foram alvos do esquerdismo em suas universidades e saem propagando lixo ideológico travestido de informação, não meu caro, o jornalismo esportivo também sofre deste mal.

São cidadãos de extrema-esquerda que usam o noticiário e a analise esportiva para propagar sua ideologia. Mas apesar de uma distribuição “normal” entre SporTV, Esporte Interativo e Fox Sports, existe a emissora que não tem qualquer pudor em militar pró-esquerdismo em sua grade de programação que deveria ser prioritariamente esportiva. O que esperar de um canal que chegou a parar seu principal programa esportivo “Linha de Passe”, em 2013, para mostrar o pronunciamento da terrorista Dilma Rousseff? Talvez esteja sendo injusto, existe pluralidade na ESPN, uma pluralidade entre preferências ao PCdoB, PSOL, REDE, PSB, PSTU ou mesmo a boa e velha organização criminosa chamada Partido dos Trabalhadores.

Começo com os dois principais nomes da ESPN. Um que já deixou a casa e outro que continua. José Trajano e Juca Kfouri, dupla dinâmica que já pousou com bonés do MST; Fizeram campanha para Lula e Dilma Rousseff, além, claro do seletivismo padrão da esquerda. Todos condenam o “Time da CBF” (Como chamam a Seleção Brasileira) e seus “cartolas”, pedem a prisão de Ricardo Teixeira, Marco Polo Del Nero entre outros nomes inegavelmente sujos do futebol brasileiro. Mas quando se trata de política pedem punição apenas para os tucanos, e sempre deixam claro como é desprezível essa “onda de ódio da classe média alta” que resulta no fenômeno Jair Bolsonaro. O criminoso-mor da república? Luiz Inácio Lula da Silva? Eles condenam? Pedem prisão? Exaltam o trabalho magnífico do juiz Sérgio Moro? Obviamente que não! Fazem até entrevista em suas casas para puxar o saco do ex-presidente.

Acima Trajano e Kfouri em suas lutas políticas pró-MST, este grupo abominável que mata centenas, causam incontáveis prejuízos e, obviamente, tem a proteção da esquerda. Junto com Antero Greco, as duas figuras entrevistaram o Lula, e obviamente falo entrevista como cortesia, não passou de uma puxação de saco.

Não conhece o Antero Greco? Pois bem, ele continua na ESPN, apresentador e “comentarista” (mas uma vez sendo bondoso), não deixou de ressaltar a qualidade de Zé Dirceu em não ser “dedo-duro”.

José Trajano tem material de sobra. Vaiar presidente num estádio? Que coisa repugnante! Xingar? Nossa, são selvagens! Afinal aqueles que tem Fidel Castro, Hugo Chávez, Nicolás Maduro, Lenin e Pol Pot como ídolos são peritos em livre expressão e como o povo deve se comportar diante de seus governantes. Pena que quando o alvo das vaias e xingamentos foi o Michel Temer nas Olimpíadas eles deram destaque e não ressaltaram qualquer “falta de educação” dos torcedores brasileiros “da elite raivosa”.


Agora um nome com menos relevância e mais insignificante na emissora: Breiller Pires! O comentarista seguiu a cartilha do politicamente correto quando Felipe Melo respondeu a ofensas racistas de um jogador do Peñarol em jogo do Palmeiras na Libertadores da América. Felipe Melo respondeu da seguinte maneira: “Tenho (que ter sangue frio), sobretudo pelo cara que fez o gol deles que me chamou de macaco. Durante muito tempo ficou me chamando de macaco. Acho que na TV dá para pegar. Sou preto mesmo, acho que ele deve ter algum problema, a mulher dele já deve ter traído ele com algum negão, alguma coisa assim”. Resposta perfeita ao racismo! Nada de mi mi mi, nada de vitimismo, respondeu no campo e questionando o problema do jogador uruguaio racista. Mas o que Breiller enxergou na declaração? “Ofende mais às mulheres, de maneira geral, do que o agressor”, típico militante do politicamente correto. E o que responderam as mulheres? É para rir, confira abaixo:

Mauro Cezar! O rei dos blocks no Twitter! Discorda dele? Block! Refuta algum argumento dele? Block! Talvez um dos maiores representantes da esquerda pouco interessada ao debate e mais interessada em calar quem ousa discordar de suas convicções pouco concretas. Militante do PSOL assumido, não poderia deixar de ser fã de Mujica e retweetar figuras patéticas e pífias como o ex-ministro Alexandre Padilha, do Partido dos Trabalhadores, que previsível:

O marqueteiro Mujica tudo bem, com sua ladainha de “presidente com carro popular”, mas Dória? Aí já é demais! Aí o Mauro Block Cezar acha “patético” e “galhofa”.

Felipe Melo declarou apoio ao Bolsonaro!!! Meu deus! Como pode um jogador ser livre para defender o Bolsonaro? Aí não dá! O volante foi detonado na emissora e, claro, nos blogs da ESPN também. Com direito a manchetes sensacionalistas como “Ei, Felipe Melo: o Palmeiras é o time do amor, e não do ódio”. Infelizmente não vi nenhum comentarista da ESPN reclamando da idolatria que o goleiro palmeirense Fernando Prass tem pelo assassino revolucionário Che Guevara, mas aí tudo bem. Afinal um estuprador e assassino comunista é símbolo da paz, mas o Bolsonaro? Aí já é demais, é ódio puro!

Voltemos ao Juca Kfouri! Sim, aquele que como um bom esquerdista abomina o cristianismo mas não tece uma crítica sequer ao islã. Kaká e Neymar já foram alvos de críticas do comentarista esportivo por “envolver a religião” com o futebol, entretanto o comentarista não se pronunciou quando atletas da seleção da Arábia Saudita se recusaram a prestar homenagem com um minuto de silêncio após o atentado terrorista em Londres. E também ficou de boca fechada quando um judoca egípcio se recusou a cumprimentar um parceiro de profissão israelense nas Olimpíadas do Rio de Janeiro em 2016.

E se tem um personagem que a “galerinha democrática” da ESPN tem pavor é Jair Bolsonaro, os ataques são constantes ao ponto de Juca Kfouri, em 2016, associar torcedores marginais do Fluminense que agrediram dois colorados covardemente à imagem do deputado federal sem qualquer tipo de prova. É de uma desonestidade ética e moral ímpar!

Explicando melhor o caso, o Internacional foi rebaixado pela primeira vez em sua história após empatar por 1 a 1 com o Fluminense no Campeonato Brasileiro de 2016. Um torcedor tricolor marginal resolveu “tirar sarro” de um colorado, que respondeu na esportiva, porém o bando não satisfeito agrediu o senhor que estava no metrô junto com os meliantes. Não podemos generalizar babacas e marginais específicos para definir uma torcida inteira, imagina para tirar a conclusão que estes torcedores eram eleitores do Jair Bolsonaro. E foi isso que o Juca Kfouri fez:

Voltando ao politicamente correto. A repórter Gabriela Moreira fez uma entrevista antes de uma partida entre Palmeiras e São Paulo, e deu uma aula de falta de educação e petulância diante de um humilde torcedor alviverde, sabendo que não teria qualquer resposta a altura do sujeito e se sairia como um dos “bastiões da bondade e dos bons costumes” do canal, contra a “homofobia retrógrada nos estádios”. Confira:

Gabriela Moreira tentou dar um lição de moral ao torcedor palmeirense ao qual entrevistava interrompendo-o no momento que afirmou que queria ganhar ”das bicha”, normal do torcedor, normal da rivalidade entre torcidas, normal como chamar flamenguista de “Mulambo ou Flavelado” (Apelido que muitos adotam), ou mesmo os Palmeirenses de “Porco” (Também adotaram o apelido), enfim, isso é o futebol! Mas Gabriela Moreira parece estar muito ocupada na redação rodeada de militantes para perceber que é este o vocabulário popular e que ela não arrancaria uma resposta extremamente erudita e polida do torcedor comum. Confesso que ficaria preocupado com o futuro do futebol brasileiro se o torcedor em questão respondesse: ”Vamos ganhar dos excelentíssimos tricolores, tri campeões da Libertadores e do Mundial e seis vezes campeões do Brasil, história invejável de vitórias e conquistas, mas histórico a parte espero que o Palmeiras ganhe apenas de 1 a 0, para não ficarem muito chateados e assim mantermos uma convivência sem qualquer atrito. Boa Noite aos telespectadores da ESPN e vamos ganhar Palestra!!! Mas com todo respeito ao São Paulo…”, isso sim seria preocupante de se ouvir.

A ESPN Brasil já cometeu o absurdo de considerar as poucas chances dadas ao péssimo, repito: PÉSSIMO!!! Treinador Cristóvão Borges por conta da cor de sua pele. Isso mesmo. Convido aos leitores que não acompanham futebol a procurar um amigo flamenguista, corintiano ou tricolor para questiona-lo sobre a qualidade deste cidadão em sua profissão. Como forma de se proteger das justas críticas ao seu trabalho, o próprio Cristóvão adotou o discurso vitimista e injusto da ESPN, discurso este encabeçado por José Trajano e Mauro Cezar para declarar que estava sofrendo sim racismo, confira as declarações:

“Eu estava assistindo ao programa na segunda-feira e vi a abordagem do Trajano e do Mauro. Aquilo me tocou bastante por que é justamente o que está acontecendo comigo diante do meu trabalho aqui como treinador do Flamengo. Venho sofrendo de críticas que fogem do padrão normal e comum que acontecem no futebol”, disse o treinador, em entrevista exclusiva à ESPN.

 

“O Mauro falou sobre isso, o Trajano falou sobre as conotações racistas e então existem as duas coisas. Existem críticas exacerbadas que, por serem sistemáticas, viraram perseguição. E algumas com conotação racista sim”, disse Cristóvão.

Nenhuma novidade, o discurso vitimista sempre serve de muleta de alguma forma. E antes de criticar meu texto, lembre-se, sou nordestino, faço parte dos oprimidos! 😂😂

Neste blog sempre defendi a liberdade de expressão e continuo a defendê-la, só faço este post com um intuito: Mostrar que a ESPN não é um simples canal esportivo, é um antro da extrema-esquerda no jornalismo, o que acaba prejudicando as próprias analises esportivas. São aqueles que se dizem contra o machismo mas não tem mulheres entre seus principais comentaristas, são aqueles que se dizem contra o racismo mas não tem negros entre seus principais comentaristas, são aqueles que se dizem contra a homofobia mas não tem gays entre seus principais comentaristas (ou não revelam), são aqueles que pregam a prisão de Ricardo Teixeira e Marco Polo Del Nero mas vão entrevistar o Lula puxando o saco e são aqueles que pregam contra o capitalismo numa EMISSORA DA DISNEY! É patético, vergonhoso e vexaminoso as atitudes da ESPN Brasil considerando-o como um canal esportivo e não uma CartaCapital TV. O melhor para sua própria audiência seria se repetissem a dancinha dos universitários de extrema-esquerda cantando “Sou do Levante, Tô com Maduro” e assumir de vez que não passam de militantes travestidos de jornalistas. Aviso, imagens fortes! Aconselho não assistir este vídeo mais de uma vez, pode ser prejudicial a sua saúde:

Leave a Reply

41 comentários sobre “Dossiê ESPN Brasil, a extrema-esquerda no jornalismo esportivo

  1. Valcinei

    Ótimo texto brother… percebi isso a tempos,Maurão também ñ perde tempo em demonizar a dama de ferro ,também lembro do “piti” que deu o Trajano,quando o Danilo Gentile foi na emissora

  2. JOSIMAR RIBEIRO

    Senti falta de menção a um certo Flavio Gomes @flaviogomes69 do Fox Sport Radio que também em referencia a partida do Palmeiras no Uruguai quando outro componente da mesa criticou o futebol uruguaio dizendo que eles sempre fazem esse tipo de coisa, esse tal de Flavinho saiu em defesa do Uruguai dizendo que o país nos deu Mujica, foi o primeiro país a retirar a policia militar dos estádios, e uma monte de baboseiras mais. É outro que não perde uma chance de fazer proselitismo ideológico no programa esportivo.

    1. Celino Neto Autor da Postagem

      Sim Josimar tem o Flávio Gomes também, mas aí já inclui na “cota de esquerdismo” dos outros canais, como tem o Rizek e Xico Sá no SporTV, entre outros. Ressaltei a ESPN Brasil pela maioria esmagadora ser de extrema-esquerda, mas sim, infelizmente vi no dia dessa babaquice dele. Abraço e agradeço pelo comentário! 😀

  3. Rennê

    Parabéns pelo texto. Aos poucos estamos conquistando nosso direito de expressar nossas posições contrárias às estabelecidas pela esquerda que destróem diversos valores humanos históricos.

    1. Celino Neto Autor da Postagem

      Rennê agradeço o elogio e o comentário, estamos num ótimo momento para contrapor os ideais esquerdistas e revolucionários, principalmente por muito deles estarem desacostumados com o contraditório. Abraço! 😀

  4. Vander Son

    Ainda faltou uma “matéria” repugnante que eles fizeram quando o Trump venceu … deixei de dar audiência e tirei do meu pacote esse lixo vermelho quando se via mais ideologia do que comentários esportivos….

    1. Celino Neto Autor da Postagem

      Exato Vander Son, o problema é justamente os comentários esportivos serem deixados de lado para propagandear a ideologia, a ESPN não é um canal de “esportes” e esse é o ponto que incomoda. Um abraço e agradeço pelo comentário!!! 😀

  5. André

    Nem usaria o termo extrema-esquerda. Pra definir o que esses babacas são, basta ser de esquerda. São seletivos em tudo o que fazem, depreciam atletas com valores cristãos, tem inveja dos clubes que tem sucesso financeiro com as próprias pernas, e criticam as “elites” como se não a integrassem.

  6. Juliano

    Texto importante, expressa o pq da perda de share, e do crescimento de outros profissionais como Ale Oliveira (criticado por todos os vermelhos).

    Vale porém lembrar mais alguns fatos:

    – pós mensalão, em campanha para reeleição Lula deu uma entrevista ao canal com Franklin Martins a palmos conferindo o roteiro. Participaram João Palomino, hj diretor da patota, PVC vermelho e propagandista e Elvidio Matos, sem destaque mas importante então na redação. Foi uma das entrevistas mais chapas brancas transmitidas na TV, só levantava a bola pro corte do responsável por Olimpíadas, Copa e estádios, não havia jornalismo ali.

    – entrevista com um novo trio se deu com Dilma na sua eleição e reeleição (só uma reporter), mesmo procedimento.

    – faltou mencionar Lucio de Castro e João Carlos Albuquerque, o último não se cansa de cuspir verdades esquerdistas e destruir inimigos. Com o colega abandonavam o esporte e era só cartilha comuna.
    Lucio de Castro é um caso especial, teve que ser desligado do canal a contra gosto da equipe, era só lírica raivosa, ódio em cada palavra, chegou ao ponto de dizer em um programa que Bento XVI tinha as mãos manchadas se sangue por participar, quando criança, de um grupo juvenil q segundo ele era nazista. Mas é o mesmo q passa a não em menor infrator e chama de racista quem quer reduzir a maioridade penal, mas ninguém espera coerência e lógica de esquerdista, muito menos honestidade.

  7. Gabriel

    Vim aqui só pra elogiar mesmo, pq em pouco tempo alguns esquerdistas vão descobrir esse texto e vc vai sofrer tanto xingamento que vai ser bom ler esse comentário. Abraço.

    1. Celino Neto Autor da Postagem

      Lafa… Primeiramente duvido muito que tenha fornecido teu nome ou teu endereço de e-mail correto, pois dificilmente haters tem coragem para tal atitude. Mesmo assim vou responder ao teu comentário:
      “Globo esquerdista? Kkkkkk” < - Rir não faz você ter razão, logo afirmo que sim Globo Esquerdista! As únicas exceções me parecem ser William Waack e Alexandre Garcia. Você classifica a globo como "de direita" não duvido que também classifique o PSDB da mesma maneira errônea. "que piada esse texto" < - Não disse o motivo de ser uma piada, logo deduzo que não tem argumentos para tal afirmação. "Realmente, o mundo é de esquerda e vcs direitistas são taaao oprimidos" < - Assim como o "kkkk" não é argumento caro 'Lafa', falar que a esquerda domina o mundo e que a direita é oprimida também não é. Mas uma coisa é fato! O pensamento conservador e liberal no Brasil era praticamente censurado, silenciado e abafado a qualquer custo por conta de uma hegemonia da esquerda, que forma ignorantes como você (com todo respeito), que tenta desclassificar um texto com um comentário digno de uma criança de nove anos de idade, sem apresentar qualquer elemento para um debate de ideias minimamente sério. Um abraço e espero, sinceramente, que evolua em sua argumentação!

  8. Abel Satoro

    Isso mesmo, tem que dar nome aos bois! Vocês leitores desse texto tem que levar essa informação para seus amigos, vizinhos, colegas de trabalho na hora do papo do futebol pois é importante abrir a mente das pessoas e mostrar como se propaga a agenda esquerdista via dominação dos meios de comunicação, mídia, academia, etc. Abram os olhos, denunciem, coloquem em todos os sites e redes sociais da internet pois uma hora chega até os “donos do boteco” e algumas cabeças rolam. Não, não quero exterminar o pensamento contrário – apesar de ver o jogo sujo que jogam – mas ao menos ter uma formação de profissionais mais heterogênea, com gente que pensa assim e outras que pensam assado, com parcimônia, com equilíbrio entre esquerda e direita. Hoje nesses canais é esmagadora a formação de esquerda dos que lá trabalham. Isso é revoltante!

    1. Celino Neto Autor da Postagem

      Você foi cirúrgico em seu comentário Abel Satoro, não é “caça às bruxas” e sim uma elucidação do atual momento. Mostrar o que ocorre não apenas no jornalismo político e esportivo como também essa deficiência cultural que o país tem.
      Um abraço e agradeço pelo comentário!! 😀

  9. Ricardo

    Cara, gostei demais desse artigo, venho tendo essa percepção quanto aos “especialistas” dá ESPN, eu colocaria tmbm nesta lista o narrador Rômulo Mendonça, eu curto muito a narração dele em jogos de nba, mas fiquei decepcionado quando num programa ao vivo que ele participa chamado ESPN league, ele declarou apoio a uma das “greves gerais” feita a uns meses atrás, desses “eventos” que os grevistas que se dizem “trabalhadores” organizam em horário comercial e em dia útil, e no fim, saem depredando Patrimonio público e privado, e deprimente.

    1. Celino Neto Autor da Postagem

      Sim é deprimente você ir em busca de um canal esportivo e se deparar com pessoas tentando militar em cima da pauta do entretenimento.
      Agradeço pelo comentário Ricardo, um abraço!

  10. Thiago

    Belo texto!
    Esse tal do politicamente correto me mata.
    Querem o fim da polícia ou desarmá-la mas andam de carro blindado e com seguranças armados.
    Querem combater a guerra com paz kkkk, e por aí vai…
    Adoram o comunismo mas ninguém muda pra Venezuela nem pra Cuba…
    Bolsonaro 2018 hahahaha.

  11. Joao Nunes

    Celino , não conhecia seu trabalho , mas após este texto claro lúcido e realista com certeza vou acompanhar mais de perto. Uma pena isso estar acontecendo na ESPN pois existem bons profissionais que são patrulhados por esses que vc menciona. Um se orgulha de ser chamado d canalha ! Abs

    1. Celino Neto Autor da Postagem

      Agradeço pelo comentário João Nunes, seja bem vindo a este espaço! 😀
      Tenho certeza que existem ótimos profissionais patrulhados não apenas na ESPN como em toda a imprensa brasileira, claro que existem raras exceções que conseguem emergir mesmo com a esquerda sendo hegemônica no cenário cultural.

  12. Jarbas Lacerda

    Parabéns pelo texto.
    Sempre tive a mesma impressão. Estou de acordo com tudo o que foi dito.
    Não conhecia o Blog, vou acompanhar.

    Abs
    Jarbas

  13. Julio A

    Texto elucidativo pra quem não conhecia o perfil dos jornalistas que trabalham lá.
    Pra quem já sabia, é sempre bom rever os casos de militância no meio de jornalismo ESPORTIVO.
    Isso é o que mais irrita. Inserção de ideologia política (não importa qual, mas no caso da ESPN é esquerdismo doentio) no meio de reportagens de FUTEBOL.
    Elogiam o futebol europeu, mas no Brasil pregam que ainda tem que existir Geral no Maracanã com entrada franca, se puder.
    Babam ovo pra times cujos donos são Sheiks, Sultões, Czares… e aqui time que tem patrocinador não estatal que injeta muito dinheiro no futebol é falta de “fairplay financeiro”.
    A ESPN BR é obra do Trajano. Ele montou todo o time que existe lá até hoje. O que esperar desse time que ele montou???

    1. Celino Neto Autor da Postagem

      Tem razão Julio cito isto no post. Se fosse “CartaCapital TV” tudo bem, mas não, se travestem de um canal esportivo! Sempre pondo pautas da esquerda em suas reportagens e formando um poço de contradições. Muito obrigado pelo comentário! Abraço! 😀

  14. Adolfo Berditchevsky

    E’ sempre bom descobrir jornalistas de verdade.Não os que usam seus diplomas em detrimento de ideologias criminosas.
    Para os medicos,os especialistas em psiquiatria, os psicopatas do cotidiano estão conquistando as mais importantes funções na midia brasileira.E usam as suas deformações contra os bons principios na etica e moral.
    Muito bom o seu artigo. Limpo, direto e honesto.
    Abraços.
    Adolfo

  15. PAULO ANTÔNIO M. P. BARROS

    primeira vez que estou lendo o BLOg, parabens pelos textos. gostei bastante e elucida alguns pontos que de fato ainda nao tinha percebido ou visto.

    parabens novamente CELINO

  16. Rainer

    Perfeito! Vale lembra-lo que Mauro Cezar está perseguindo incansávelmente o presidente do Flamengo, Eduardo Bandeira de Melo após saber de uma possível candidatura para Governador do RJ (disputando contra Freixo). Chegando a mencionar várias vezes em seu twitter e no canal, em que EBM não é responsável pela recuperação financeira do Flamengo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.

0 Flares Facebook 0 Twitter 0 Google+ 0 LinkedIn 0 Pin It Share 0 0 Flares ×